Título digital pode substituir documento impresso

Título digital pode substituir documento impresso
Divulgação

Faltando apenas dois meses para o primeiro turno das eleições de 2018, o Plenário do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu nesta quinta-feira (9) manter os horários de votação adotado nas últimas eleições gerais realizadas no país, das 8h às 17h, obedecendo aos fusos horários locais em todas as unidades da Federação.

Neste ano, os eleitores contam com uma novidade para a votação: o e-título, aplicativo desenvolvido pela Justiça Eleitoral. O título digital pode substituir o tradicional título de eleitor impresso no dia da votação.

A versão eletrônica do título pode ser usada por aqueles que perderam o documento impresso. Com isso, os eleitores não precisam da segunda via do título de eleitor, evitando filas.

Para ter acesso ao e-título, basta baixar o aplicativo, que pode ser adquirido gratuitamente por quem tem smartphones Android ou iOS.

Todo eleitor pode utilizar o aplicativo, desde que não tenha pendências com a Justiça Eleitoral. Se o eleitor fez o recadastramento biométrico, o título digital conta com uma foto de identificação.