Assessora tenta tirar microfone de Acosta

Assessora tenta tirar microfone de Acosta
Kevin Lamarque/Reuters/07-11-18

O presidente dos EUA, Donald Trump, fez ataques à mídia na coletiva desta quarta-feira (7), sobre as eleições de meio do mandato, em que seu partido perdeu a maioria da Câmara dos Representantes e ampliou o número de senadores.

A tensão maior foi com o repórter da CNN, Jim Acosta, após pergunta dele sobre a caravana de migrantes que se aproximava dos EUA.

Acosta questionou sobre o fato de o presidente ter chamado de “invasão” a ação dos migrantes vindos do México. E perguntou se Trump não achava que tinha “demonizado” o grupo.

O presidente, então, ordenou ao jornalista que baixasse o microfone e “simplesmente se sentasse.”

E completou:

“Acho que você deveria me deixar comandar o país, administrar a CNN e, se você fizer isso bem, sua audiência será muito melhor.”

Então Acosta emendou sua pergunta com uma outra sobre a investigação do promotor Robert Mueller, relativa à suposta influência russa nas últimas eleições presidenciais. Trump, então, se enfureceu.

“Isso é o suficiente. É o bastante. É o bastante. Com licença, isso é o suficiente.”

Cafetão que morreu em outubro é eleito deputado estadual nos EUA

Na coletiva, Trump exaltava o resultado das eleições parlamentares, considerando que, mesmo com a perda da maioria da Câmara dos Representantes, seu partido saiu vitorioso.

“Ontem à noite, o Partido Republicano desafiou a história expandindo nossa maioria republicana (no Senado) e superou as expectativas na Câmara.”

Veja a galeria: ‘Fotos de marcha de imigrantes aos EUA podem pressionar Trump’