Que as pessoas costumam falar bastante sobre preservativos na hora da relação sexual, a gente já sabe. Mas, infelizmente, a maioria desses discursos só incluem a relação entre um homem e uma mulher. Na verdade, a falta de informação sobre relações homoafetivas na adolescência é tão grande que muitas garotas crescem sem saber como se proteger ao transar com outras meninas – e quantas delas arriscam contrair uma IST porque não receberam esse preparo?

Foi por isso que a nossa leitora L.A., de 17 anos, nos enviou a dúvida: “Sou lésbica e não aprendo muito sobre relações homoafetivas na escola. Como devo me preparar para a transa? Quais são os cuidados que preciso ter ao transar com outra menina?”.

<span class="hidden">–</span>Reprodução

Quem responde a dúvida é a Dra. Mariana Maldonado, ginecologista especialista em sexualidade:
Infelizmente, essa é a realidade de muitas meninas, L.A. O ideal seria que você tivesse o apoio de uma ginecologista de confiança que pudesse te ouvir e esclarecer todas as suas dúvidas. Existem alguns cuidados que devem ser seguidos numa transa entre mulheres, como manter as unhas bem aparadas para evitar que se machuquem, usar camisinha durante o sexo oral e não compartilhar objetos (como vibradores) para penetração vaginal ou anal. O ideal é cada uma ter o seu. Se por acaso forem compartilhar, é muito importante usar sempre a camisinha no objeto. Ok?

Mande sua dúvida para capricho@abril.com.br e participe da seção S.O.S. Sexo!