Domingo Avenida Paulista
Domingo na Avenida Paulista em São Paulo. Foto: GC/Blog Vambora!

São Paulo tem muitas possibilidades do que fazer, incluindo programas gratuitos! E se você quiser, dá para conhecer diversas das melhores atrações da cidade sem pagar nada por isso! Para ajudar a escolher o que fazer em São Paulo de forma econômica, separamos 10 programas gratuitos e mais de 30 atrações imperdíveis na cidade! Confira abaixo e Vambora conhecer São Paulo de graça com a gente!

O que fazer em São Paulo: 10 programas gratuitos

10-) Dia de entrada grátis em Museus e casas de cultura

Pinacoteca de Sao Paulo
Pinacoteca de São Paulo, um dos melhores museus de São Paulo, com entrada gratuita aos sábados. Foto: GC/Blog Vambora!

Como toda grande metrópole mundial, os museus de São Paulo tem em sua maioria pelo menos 1 dia de entrada gratuita durante a semana. É a chance de visitar alguns dos melhores museus do Brasil, se enriquecer culturalmente e não ter que gastar nenhum centavo para isso!

Confira abaixo os dias de entrada gratuita em alguns dos principais museus e casas de cultura de São Paulo:

  • MASP (Museu de Arte de São Paulo): Entrada gratuita às terças (das 10h às 20h, com bilheteria aberta até às 19h30).
  • Pinacoteca: Entrada gratuita aos sábados (das 10h às 17h30 com permanência até as 18h).
  • MIS (Museu da Imagem e do Som de São Paulo): Todas as exposições do térreo têm entrada gratuita e às terças. Exposições temporárias tem em geral o ingresso gratuito às terças, sujeito a disponibilidade (das 10h às 20h).
  • Instituto Moreira Salles: Entrada gratuita, para o centro cultural e exposições (de terça a domingo e feriados, das 10h às 20h; quintas, das 10h às 22h).
  • Japan House: Entrada gratuita, para o centro cultural e exposições (terça a sábado, das 10h às 20h; Domingos e feriados: das 10h às 18h).
  • Casa das Rosas: Entrada gratuita (Terça-feira a sábado, das 10 às 22h
    Domingos e Feriados, das 10 às 18h).
  • MAM (Museu de Arte Moderna de São Paulo): Entrada gratuita aos sábados (das 10h às 18h).
Instituto Tomie Ohtake
Instituto Tomie Ohtake, sempre com ótimas exposições! Foto: GC/Blog Vambora!
  • MUBE (Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia): Entrada gratuita (de terça a domingo, das 10h às 18h).
  • Museu do Futebol: Entrada gratuita às terças feiras (das 9h às 18h, bilheteria até as 17h).
  • Museu Catavento Cultural: Entrada gratuita às terças feiras (entrada das 9h às 16h, com permanência no museu até às 17h).
  • Museu da Imigração: Entrada gratuita aos Sábados (das 9h às 17h).
  • Museu da Casa Brasileira: Entrada gratuita aos sábados, domingos e feriados (das 10h às 18h).
  • Museu de Arte Sacra: Entrada gratuita aos Sábados (das 9h às 17h).
  • MAC (Museu de Arte Contemporânea): Entrada e estacionamento gratuitos (de terça a domingo, das 10h às 21h, inclusive feriados).
  • Instituto Tomie Ohtake:Entrada gratuita, porém algumas exposições tem entrada paga. Consulte a programação para mais informações (de terça a domingo das 11h às 20h, com última entrada nas exposições às 19h).
  • Itaú Cultural:Entrada gratuita (de terça a sexta 9h às 20h e sábado, domingo e feriados, das 11h às 20h).
  • CCBB: Exposição e Programa Educativo tem entrada gratuita (todos os dias, exceto terças-feiras, das 9h às 21h).

9-) Avenida Paulista

SESC Avenida Paulista
SESC Avenida Paulista. Foto: GC/Blog Vambora!

A Avenida Paulista, depois que começou a ficar fechada para carros aos domingos, parece que ganhou um upgrade. A mais paulista das avenidas, passou a ser também um parque urbano incrível e lotado nos finais de semana.

+ Onde se hospedar em São Paulo: dicas de hotéis e bairros

Apresentações musicais, culturais, expositores, artesãos, carrinhos vendendo comida e bebida, de tudo um pouco é visto nas faixas de carros que ficam repletas de pessoas.

Japan House Kobra SP
Japan House e mural de Kobra na Avenida Paulista. Foto: GC/Blog Vambora!

É um passeio delicioso para se fazer, incluindo inclusive alguns dos museus e centros culturais que já citamos acima! Aliás, uma nova atração imperdível (e gratuita) na avenida é vê-la do mirante do SESC Avenida Paulista, inaugurado em 2018. Especialmente no por do sol, a vista da avenida e da cidade é maravilhosa!

Durante a semana, já com carros, a Paulista ainda tem seu charme e pode ser percorrida também com bicicletas na ciclovia no canteiro central! Temos um roteiro completo de um dia para conhecer a Avenida Paulista, confira: https://www.blogvambora.com.br/passeio-em-sao-paulo-avenida-paulista/

8 -) Beco do Batman

Beco do Batman
Beco do Batman. Foto: GC/Blog Vambora!

Depois da Avenida Paulista é um dos lugares mais fotografados e postados no Instagram da cidade, no bairro da Vila Madalena.

A história do local surgiu nos anos 80, quando foi encontrado um desenho do Batman numa das paredes. Mas o Beco se tornou mais popular mesmo há alguns anos atrás, quando mais grafites e arte urbana foram tomando conta das paredes das ruas.

+ Metrô e trem de São Paulo: todas as dicas para usar!

O mais legal é que essas sempre mudam de tempos em tempos (o grafite pressupõe uma arte temporária), por isso é sempre legal ir lá passear e ver as novidades.

Uma dica é procurar evitar os finais de semana (especialmente a tarde), quando as ruas viram praticamente estúdios de fotografia, incluindo até fila para tirar fotos em frente aos muros! Tente ir de dia de semana ou durante as manhãs no final de semana.

7-) Parques da cidade: Parque do Ibirapuera, Água Branca e Villa Lobos

Parque do Ibirapuera
Parque do Ibirapuera. Foto: GC/Blog Vambora!

São Paulo pode ser conhecida por uma metrópole de concreto, porém há alguns lindos parques para se visitar na cidade, que são verdadeiros pulmões verdes da capital!

+ Aluguel de carro em São Paulo

Neles, além de áreas verdes lindíssimas, há outras atrações, como no parque Villa Lobos, o Orquidário Ruth Cardoso e a linda Biblioteca Parque Villa-Lobos. Já no parque do Ibirapuera, a arquitetura de Oscar Niemayer virou patrimônio tombado, com prédios icônicos como a Marquise do Ibirapuera, a Oca, a Fundação Bienal, etc.

Em todos, vale ficar atento as programações dos mesmos, que incluem sempre atividades gratuitas que vão desde shows, feiras, aulas ao ar livre e muito mais!

6-) Mercado Municipal

Sanduiche de Mortadela
Sanduiche de Mortadela do Mercadão de São Paulo. GC/Blog Vambora!

São Paulo é uma cidade que se come muito bem mas no Mercado Municipal da cidade (conhecido também como Mercadão ou Mercado da Cantareira) parece que isso se eleva até para máxima potência!

Dos clássicos sanduíches de mortadela e pastel de bacalhau, até novidades como o Café Mocotó (do mesmo chefe do Restaurante Mocotó, eleito um dos melhores restaurantes da cidade, de comida nordestina, e criador do famoso dadinho de tapioca!), dá para se comer muitíssimo bem por lá!

mercado municipal de sp
Os vitrais do Mercado Municipal de São Paulo. Foto: GC/Blog Vambora!

Além de poder provar, sem gastar nada, frutas, queijos, frios e mais todo tipo de produto que os comerciantes oferecem para chamar atenção dos visitantes para suas bancas.

É um passeio muito gostoso para fazer! Porém, para quem quiser comer e passear mais tranquilamente, ou tente chegar cedo no fim de semana (até umas 11h30), ou vá durante a semana. Veja o post que já fizemos sobre lá com mais detalhes: https://blogvambora.com.br/viajante-gourmet-uma-volta-pelo-mercadao-ou-mercado-municipal-de-sao-paulo/

5-) Passeio pelo centro de São Paulo

Farol Santander
Farol Santander em São Paulo. Foto: GC/Blog Vambora!

O centro histórico de São Paulo já teve dias mais gloriosos, é fato, mas ultimamente tem se renovado, revitalizado e ganhado mais e mais atrações.

Um bom exemplo disso foi a reabertura do Edifício Banespa, conhecido atualmente como Farol Santander, um dos prédios mais altos da cidade e que após a revitalização recebe exposições, tem um museu interno e no alto, um lindo restaurante e mirante com vistas lindas da cidade. Veja aqui o post completo que fizemos após visitar o Farol: https://www.blogvambora.com.br/farol-santander-banespa-sao-paulo/

Vista do restaurante do Terrao Itália, no centro de S‹o Paulo
Vista do restaurante do Terraço Itália, no centro de São Paulo, com Copan ao fundo. Foto: GC/Blog Vambora!

Além disso, lugares icônicos da região, como o Vale do Anhangabaú, Viaduto do Chá, Edifício Martinelli, Theatro Municipal (veja abaixo sobre os concertos gratuitos no local), CCBB (Centro Cultural Banco do Brasil), Praça do Patriarca, Mosteiro de São Bento são patrimônios arquitetônicos e culturais, que fazem parte da cidade.

+ Hotéis, apartamentos e hostel em São Paulo para ficar

Ainda na região central, vale muito fazer uma visita também ao Copan, Edifício Itália e experimentar alguns dos novos e muito bem recomendados restaurantes da região, como a Casa do Porco, Bar da Dona Onça, Casa Matilde, ZDeli e Fôrno.

Recomendo visitar o centro de São Paulo durante a semana ou aos sábados, quando o comercio da região fica aberto e as ruas mais cheias. A noite e aos domingos, melhor evitar andar a pé já que as ruas ficam bem vazias.

4-) Concerto gratuito na Sala São Paulo e no Theatro Municipal

Escadaria do Theatro
Escadaria principal da entrada do Teatro Municipal de SP. Foto: GC/Blog Vambora!

A Sala São Paulo e o Theatro Municipal de São Paulo são verdadeiras joias da cidade e nem todo mundo sabe, mas possuem uma programação gratuita em alguns dias da semana!

Com eventos renomados que vão de operas, a orquestras sinfônicas é um daqueles passeios imperdíveis na cidade, tanto pelas obras como pelos edifícios, belíssimos!!

Teatro Municipal de São Paulo
Teatro Municipal de São Paulo. Foto: GC/Blog Vambora!

Na Sala São Paulo, os eventos gratuitos, chamados de concertos matinais, ocorrem geralmente em alguns domingos do mês, às 11h da manhã. Toda a programação pode ser vista aqui: http://www.salasaopaulo.art.br/concertoseingressos/programacao.aspx?busca_avancada=MATINAIS

Já no Theatro Municipal, a programação gratuita ocorre nas segundas e quartas, às 18h, em séries de apresentações chamadas Happy Hour e Quartas Musicais. Podem ainda ter outras apresentações gratuitas, além dessas, de acordo com a programação, por isso vale sempre ficar de olho no site oficial do Theatro, veja: http://theatromunicipal.org.br

Aliás, é possível também fazer visitas guiadas gratuitas no Theatro Municipal, para conhecer mais a história, bastidores e arquitetura do prédio, veja aqui: https://www.blogvambora.com.br/visita-guiada-teatro-municipal-de-sao-paulo/

3-) Feira do MASP e Benedito Calixto

MASP
MASP em São Paulo. Foto: GC/Blog Vambora!

O MASP (Museu de Arte de São Paulo) além de ter exposições lindas, aos domingos oferece um passeio interessante: embaixo do seu vão, aos domingos, acontece uma feira de antiguidades que já é um clássico de São Paulo.

De objetos de decoração até ítens de colecionador, você encontra de tudo nessa feira! O bom é que antes ou depois da feira (que começa às 10h às 17h), você ainda consegue passear pela Avenida Paulista, que fica fechada para carros nesse dia, como falamos mais acima.

+ Passagens aéreas para São Paulo

Outra feira super legal de se visitar na cidade, um pouco mais nova, é a da Praça Benedito Calixto, no bairro de Pinheiros. Ela acontece todos os sábados, das 9 às 19 horas e além de antiguidades, possui barraquinhas mais modernas, muitas vezes com artesãos e designers lançando produtos.

O bom é que nela mesmo e nas cercanias, dá para ir almoçar e passear em outros lugares super gostosos, já que Pinheiros, virou um dos bairros que mais crescem em quantidade e qualidade de restaurantes de São Paulo.

Em ambas, você não precisa comprar nada (se não quiser) para se divertir!

2-) Bairro da Liberdade

Feira no bairro da Liberdade
Feira no bairro da Liberdade. Foto: GC/Blog Vambora!

Por falar em feira, o Bairro da Liberdade em São Paulo, base da comunidade oriental na cidade, possui uma feira bem famosa aos fins de semana. Aqui, além de produtos orientais e souvenirs, o que todo mundo gosta mesmo é de comer comidas típicas das barraquinhas, como guioza, nikumanju, espetinhos diversos, tempurá, yakissoba, etc.

A Liberdade guarda ainda alguns segredos, como o Museu Histórico da Imigração Japonesa e um lindo jardim oriental para visitar. Há também muitos eventos e festivais no bairro ao longo do ano, por isso vale conferir a programação antes de ir!

Uma dica: pessoalmente, acho o fim de semana meio caótico para visitar o bairro, já que as ruas e restaurantes ficam muito cheios, incluindo filas de espera com horas!! Para apreciar e especialmente comer com mais tranquilidade, vá durante a semana.

1-) Memorial da América Latina

Memorial da America Latina

Obra prima do arquiteto Oscar Niemeyer, o Memorial da América Latina fica bem próximo de um local por onde chegam vários visitantes de São Paulo: o terminal de ônibus da Barra Funda.

Muita gente que chega por lá as vezes nem sabe que local lindo e único da cidade de São Paulo se encontra logo ao lado terminal! O Memorial da America Latina é um centro de cultura e política, que foi criado para fazer a integração cultural e política dos povos latino americanos, cuja Mão de Oscar Niemeyer tornou-se símbolo do local e da própria cidade de São Paulo!

Aplicativo Memorial da América Latina
Aplicativo Memorial da América Latina. Foto: Divulgação

No conjunto de edifícios e pavilhões você encontra exposições, biblioteca e há sempre eventos no local, como feiras e shows. Inclusive, recentemente eles lançaram um aplicativo gratuito, que pode ser usado inclusive para fazer uma visita ao local, contando mais sobre a história, arquitetura e acervos, em vários roteiros. Bem legal!

Para saber sobre a programação de eventos, feiras e shows no Memorial, vale conferir a página no Facebook: https://pt-br.facebook.com/memorialamericalatina/

Uma programação completa, com muitas opções do que fazer em São Paulo sem gastar nada! Tem alguma outra sugestão de passeio na cidade? Compartilhe com a gente nos comentários!

Vambora fazer esses passeios gratuitos em São Paulo!

*** VEJA MAIS DICAS DE SÃO PAULO:
Onde ficar em SP: Hotéis bons, bonitos, baratos e bem localizados
Volta ao Mundo pelos restaurantes de São Paulo
10 APPS de São Paulo, para conhecer e aproveitar a cidade

Este artigo foi publicado originalmente no Blog Vambora!