Alerta! Este texto contém SPOILERS do episódio 3×04 de Riverdale, exibido pela CW e pelo canal Warner no dia 07 de novembro. Só prossiga se não se importar em saber detalhes da trama.

O aguardado episódio flashback que nos levou para a Riverdale dos anos 90, quando os pais de todos ainda eram adolescentes comuns (e pessoas muito diferentes, diga-se de passagem), até o dia em que se tornaram amigos na detenção e começaram a jogar G&G, o RPG “amaldiçoado” que está levando jovens ao suicídio nos dias atuais da série. Vamos recapitular os eventos de “The Midnight Club” e, na segunda metade do texto, você pode conferir as informações que o showrunner Roberto Aguirre-Sacasa revelou sobre o resto da 3ª temporada. Ou pode pular direto para os possíveis spoilers, você que manda.

Recapitulando…

KJ Apa interpretou Fred Andrews, que já exibia seus valores de bom moço e a vontade de ficar em Riverdale para sempre, mas tinha as mesmas ambições ambíguas do filho entre a música e o esporte. Após a morte do pai, ele decide trabalhar na empresa da família. Lili Reinhart mostrou como Alice Smith, a serpente do lado errado dos trilhos, escolheu se tornou outra pessoa para esquecer o passado e garantir seu futuro ao lado de Hal Cooper.

Cole Sprouse retratou um, inesperadamente, popular e atlético FP Jones. Um rapaz com ambições massacradas pelo pai abusivo e pelo rumo dos eventos. Camila Mendes viveu uma Hermione ainda não comprometida com – o já criminoso – Hiram Lodge, mas que demonstrava desde cedo o desejo de deixar Riverdale. Compromisso selado quando quis se distanciar do crime que praticamente testemunhou.

Penelope Blossom e Sierra (Samuels) McCoy completam o grupo da detenção, que depois descobre não ser o único a ter misteriosamente encontrado o jogo. Tom Keller, Daryl Doyle (o pai de Dilton?), Marty Mantle e o próprio Hiram também estavam jogando paralelamente.

Uma noite, todos os jovens são convidados para uma missão/festa secreta na escola – na qual eles usam drogas trazidas por (você adivinhou) Hiram. O que ninguém sabia é que o convite não havia sido feito por nenhum deles. Já ciente de que estava grávida, Alice é a única a se manter sóbria e testemunha o estado que seus amigos ficam, além de se deparar com o Gargoyle King “em pessoa” e fugir do local.

Ao ir embora, ela vê o diretor Fetherhead entrando na escola. No dia seguinte, ele desaparece misteriosamente, para ser encontrado dias depois morto em um armário da Riverdale High, com lábios azuis. Apesar de não terem testemunhado o crime, todos decidem se manter calados, até porque tudo indica que eram os adolescentes os alvos do envenenamento. Eles decidem se livrar de tudo relacionado ao jogo e seguir com suas vidas separadamente, traumatizados pelo evento.

Dicas e possíveis spoilers dos próximos episódios

Aquele beijo que vimos no passado ainda terá importância…

Um dos momentos mais surpreendentes de “The Midnight Club” foi descobrir que Fred Andrews e Alice (Smith) Cooper se beijaram tantos anos atrás. E o mesmo quase aconteceu entre FP e Hermione, caso ela não tivesse “cortado as asinhas” do jovem.

Roberto Aguirre-Sacasa disse ao TVLine que essas situações podem ter sido apenas “momentos roubados”, mas completou misteriosamente dizendo que, “é muito raro em Riverdale que coisas assim aconteçam e não voltem para nos assombrar de alguma forma”.

O vilão do presente e o Gargoyle King do passado são a mesma pessoa… ou pessoas

Após ouvir o relato de Alice, Betty sugere para sua mãe que o responsável pelo assassinato e o aparecimento do jogo nos anos 90 seja a mesma pessoa por trás dos suicídios atuais. Aguirre-Sacasa diz que ela está certa, mas que “o mistério sobre quem está por trás daquela máscara é grandioso. Porém, eu vou só provocar dizendo que podem haver mais de uma pessoa sob a máscara”.

(Ainda) não se trata de um mistério sobrenatural

Assim como a grande inspiração da nova trama, a 1ª temporada de True Detective, o produtor confessa estar “flertando com o sobrenatural”, mas na verdade estar lidando com rituais ocultos e assassinos bem reais. Segundo ele, “ainda não estamos lá”.

Obs.: foco no ‘ainda’, já que o crossover com O Mundo Sombrio de Sabrina ainda pode acontecer um dia. Mais alguém torcendo para que isso aconteça o mais rápido possível?

Betty e Jughead não serão separados pelo jogo

Na cena final do episódio 3×04, Betty descobre que Jughead também está jogando Griffins & Gargoyles e claramente entrou na obsessão pelo RPG. Isso preocupou os fãs, que temem que o novo hobby do rapaz se torne um novo obstáculo em seu relacionamento com a jovem jornalista. Mas não se preocupem, Aguirre-Sacasa reforça que se comprometeu a não deixar os dois separados este ano. Em suas palavras, “eles vão se unir novamente, mais cedo ou mais tarde”.

Fique de olho em Penelope Blossom

Nós descobrimos mais sobre a origem da mãe de Cheryl, que foi adotada pelos Blossom ainda criança para um dia se tornar a esposa de Clifford. Mas esse não é o único segredo que ela guarda. “Fique de olho em Penelope nos próximos episódios”, aconselha Aguirre-Sacasa. “Começaremos a ver alguns pontos se conectarem em torno de Penelope”.

Teremos respostas concretas

O showrunner confirma que, ainda que hajam outros antagonistas, o “Gargoyle King” é o grande vilão da vez e que ele continuará assombrando os cidadãos de Riverdale pelo resto da 3ª temporada. Mas ele garante que a identidade do assassino do Diretor Featherhead (e automaticamente quem está por trás do jogo agora), será revelada. Nada de ganchos para uma próxima temporada.

Assim como seus pais, os adolescentes terão mudado após sua experiência com o jogo

Nos minutos finais do episódio, pudemos ver como o jogou influenciou as personalidades e mudou o futuro de todos os (eventualmente) pais de Riverdale. E tudo indica que o mesmo vai acontecer com seus filhos. “Sim, as coisas vão ter mudado mais uma vez para os jovens ao final desta história”, confirma Aguirre-Sacasa, que explica ter adorado mostrar como um evento moldou as vidas de tantas pessoas.

O próximo episódio da 3ª temporada de Riverdale vai ao ar no dia 14 de novembro, às 21h40, pela CW nos Estados Unidos e pelo Warner Channel no Brasil.

Mais novidades sobre Riverdale: