iStock
Segundo o diretor financeiro e de relações com investidores Laurence Gomes, a varejista de moda iniciou janeiro com um bom ritmo de vendas em lojas

A varejista de moda Lojas Renner elevará em quase 15% os investimentos neste ano, para cerca de R$ 700 milhões, destinando os recursos para abertura de novas lojas, incluindo até 30 unidades da marca Renner, disseram hoje (8) executivos da companhia.

LEIA MAIS: Lojas Renner entra na Argentina no 2º semestre

“Vamos investir R$ 700 milhões esse ano, abrindo entre 25 e 30 lojas Renner, incluindo unidades na Argentina e no Uruguai, e mais 10 unidades da Camicado, 10 da Youcom e cinco da Ashua”, afirmou o presidente-executivo da Lojas Renner, José Galló, em teleconferência com analistas e investidores sobre os resultados do quarto trimestre.

Ontem (7), a Lojas Renner reportou alta de 32,5% no lucro líquido de outubro a dezembro na comparação anual, para R$ 439,8 milhões, elevando o resultado acumulado em 2018 a R$ 1,02 bilhão, apoiada em crescimento de dois dígitos na receita com vendas e controle de despesas. “E a melhora nas vendas a partir de agosto [de 2018] vem se mantendo de forma consistente em 2019”, ressaltou Galló ao ser questionado sobre o desempenho neste ano.

Segundo o diretor financeiro e de relações com investidores Laurence Gomes, a varejista de moda iniciou janeiro com um bom ritmo de vendas em lojas, tendo alta próxima a 50% em fluxo de clientes e valor médio de venda.

Gomes ressaltou, contudo, que será desafiador para a Lojas Renner manter estável a rentabilidade dos negócios em 2019. “Tivemos resultados não recorrentes que ajudaram a margem Ebitda do ano passado que não teremos este ano”, explicou o executivo.

VEJA TAMBÉM: Fabio Adegas Faccio será o novo presidente da Renner

Galló acrescentou que a companhia ainda prevê crescimento saudável nas operações de serviços financeiro e deverá manter a inadimplência baixa em 2019.

“Esse ano aponta para a retomada de consumo com todas as variáveis econômicas favoráveis, como inflação, taxa de juros, redução de desemprego e endividamento das famílias”, disse Galló, destacando que não haverá mudanças na metodologia de aprovação de crédito.

Por volta das 14h20, as ações da Lojas Renner cediam 1,38%, a R$ 42,75, devolvendo os ganhos observados na abertura do pregão. Em 2019, as ações acumulam alta de menos de 1%.

O post Renner anuncia investimentos de R$ 700 mi em 2019 apareceu primeiro em Forbes Brasil.