Jair Ventura é um dos técnicos mais valorizados da nova geração e, com o Santos em 2018, ele terá a missão de trazer renovação para o elenco, já que o mercado de transferências vem tirando atletas importantes do Peixe.

Nos últimos anos, o clube do litoral paulista montou uma espinha dorsal que atuou junta com frequência nos últimas temporadas: Vanderlei no gol, Victor Ferraz e Zeca nas laterais, Renato e Lucas Lima no meia, além de Ricardo Oliveira na frente.

Para 2018, o camisa 1 deve seguir como referência, tentando manter a boa fase. Renato também segue no elenco, mas pode receber mais descanso, já que completa 39 anos durante a temporada.

Certeza é de que Ventura não terá Zeca, Lucas Lima e Ricardo Oliveira, estes dois últimos já acertados com Palmeiras e Atlético-MG, respectivamente. Para fechar a lista, Victor Ferraz também não está garantido, podendo ser envolvido em troca com o São Paulo, que mandaria Hudson para a Vila Belmiro.

Reformulando time, Santos terá técnico mais jovem desde 2005

Jair Ventura será o técnico mais jovem do Peixe desde 2005 (Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press)

Assim, o ex-técnico botafoguense chegaria para montar uma nova base. Além de Vanderlei e Renato, as referências podem ser nomes que se firmaram ao longo de 2017, como o zagueiro Lucas Veríssimo e o atacante Bruno Henrique.

Para aumentar a sensação de grandes renovações para o Peixe em 2018, Jair será o técnico mais jovem, em termos de idade, do clube desde 2005. Ele tem 38 anos, mesma idade de Alexandre Gallo à época. Na ocasião, o treinador não vingou, saindo no mesmo ano, após alguns meses.

Desde então, tirando o interino Elano, de 36, nenhum técnico santista chegou ao clube tão jovem. Inclusive, em vários momentos a aposta foi em veteranos, como Vanderlei Luxemburgo, Emerson Leão, Muricy Ramalho, Oswaldo de Oliveira e Levir Culpi, por exemplo.

Veja também:

Lançar garotos, minimizar perdas: as missões de Jair no Santos

Entre as apostas mais novas, destaque para as tentativas com Vagner Mancini, em 2009, Claudinei Oliveira em 2013, após o treinador levar a equipe sub-20 ao título da Copinha, e Enderson Moreira, em 2014.

O ano de 2018 será movimentado para o Peixe. O clube disputará, pelo menos, quatro competições: Paulista, Brasileiro, Copa do Brasil e Libertadores, mesmos torneios que a equipe jogou em 2017, sem conseguir títulos.

O post Reformulando time, Santos terá técnico mais jovem desde 2005 apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.