O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre

O presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre
Jane de Araújo/ Agência Senado 04.02.2019

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou nesta segunda-feira (11) que articula com a Câmara dos Deputados a criação de uma comissão parlamentar de inquérito (CPI) mista para apurar as causas e o responsáveis pelo rompimento da barragem de rejeitos de mina da Vale, em Brumadinho (MG), que deixou pelo menos 160 mortos.

Alcolumbre disse que, por ora, não vai fazer a leitura do requerimento dos senadores Carlos Viana (PSD-MG) e Otto Alencar (PSD-BA) para criar uma CPI exclusiva sobre o tema no Senado.

O presidente do Senado -que também preside o Congresso — afirmou que vai trabalhar para que deputados e senadores atuem juntos nessa mesma investigação.

“Vamos somar esforços, em vez de dividi-los com uma investigação em cada Casa sobre os mesmos fatos”, justificou Alcolumbre, ao informar que os autores do requerimento de criação da CPI do Senado já foram informados.

A barragem da Vale na mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, se rompeu no dia 25 de janeiro, lançando uma onda de lama que devastou um centro administrativo da Vale, incluindo um refeitório onde pessoas almoçavam.

(Por Ricardo Brito)