Reuters / Alvin Baez / Arquivo

O governo de Porto Rico estima que mais de 1400 pessoas morreram em decorrência do furacão Maria. O número, que consta do relatório de um plano de reconstrução entregue ao Congresso dos EUA, é quase 22 vezes maior que o total oficial divulgado pelo governo norte-americano, de apenas 64 mortes.

No plano, que foi entregue na quarta-feira (9) para o Congresso pelo governo de Porto Rico, as autoridades locais pediram uma verba de 178 bilhões de dólares (cerca de R$ 676 bilhões) para reconstruir a ilha, cuja infraestrutura foi destruída após a passagem do furacão em setembro do ano passado.

Segundo o relatório, a maior parte das mortes não aconteceu durante a tempestade em si, mas devido aos danos na infraestrutura. Um estudo mostrou que, entre setembro de dezembro de 2017, morreram 1427 pessoas a mais do que no mesmo período do ano interior.

Acompanhe o noticiário internacional no R7

A ilha passou meses sem fornecimento adequado de energia elétrica ou água e muitas pessoas que dependiam de equipamentos como respiradores acabaram morrendo. Outras ficaram isoladas e sem acesso a remédios e alimentos durante semanas.