Se você pedir a uma pessoa mais velha para recordar suas memórias mais vívidas há uma boa chance de que muitas delas venham do mesmo período: entre 15 e 30 anos de idade.

De acordo com um estudo de 2004, esse é o período de tempo em que 6 dos 10 eventos mais importantes da vida de boa parte da população acontecem: entrar no ensino médio, ir para a faculdade, começar no primeiro emprego, se apaixonar, casar e ter filhos.

Os psicólogos chamam esse fenômeno de "choque de reminiscência", e isso ajuda a explicar por que os anos anteriores parecem muito mais memoráveis do que a vida após 30. 

"A razão pela qual lembremos muito bem da nossa juventude é que este é um período de começos — as primeiras relações sexuais, os primeiros empregos, a primeira viagem sem pais, a primeira experiência de viver longe de casa, a primeira vez que realmente escolhemos como passar os dias ", afirma Claudia Hammond no livro Time Warped ("Tempo distorcido", em tradução livre).

Leia mais:
Escolher com quem você se relaciona é a decisão mais importante da vida
Transar frequentemente ajuda o cérebro a envelhecer melhor

De acordo com Chip e Dan Heath, autores de The Power of Moments: Why Certain Experiences Have Extraordinary Impact ("O poder dos momentos: por que certas experiências têm impacto extraordinário", em tradução livre), essa série de eventos prolonga nossa percepção do tempo e, quando as novidades acabam, nossas vidas parecem acelerar.

Por mais que essas informações pareçam um pouco desanimadoras, é preciso contextualizá-las — e lembrar que sempre é tempo de renovar. Segundo os especialistas, é muito fácil criar um segundo "choque de reminiscência":

"Apenas se divorcie de seu cônjuge, abandone seu emprego, mude para a Nova Zelândia e se torne um pastor. Há muita novidade aí. (...) Mas não confundamos memorabilidade com sabedoria."

Logo, segundo os escritores, é preciso preencher a vida adulta com novidades, mas nada muito extremo que não agrade. O importante é "temperar" a vida, não exagerar em experiências absurdas apenas para criar novas lembranças.

(Com informações de Business Insider.)

Curte o conteúdo da GALILEU? Tem mais da onde ele veio: baixe o app da Globo Mais para ver reportagens exclusivas e ficar por dentro de todas as publicações da Editora Globo. Você também pode assinar a revista, por R$ 4,90 e baixar o app da GALILEU.