Como sabemos, a Sony anunciou que a divisão Playstation não participará da E3 2019, deixando todos de boca aberta. Agora, Shawn Layden, responsável pelos estúdios da empresa, falou sobre o caso. Para ele, o evento perdeu sua relevância e precisa se reinventar. Ele diz que quando o Playstation integrou a E3, existia a ideia de unir empresa, jornalistas e vendedores, em uma época ainda sem internet, onde o evento era necessário. Agora, os tempos são outros:

“Agora temos um evento em Fevereiro, chamado Destination PlayStation, onde reunimos todos os vendedores e parceiras third-party para saber as novidades. Vamos discutir as coisas em fevereiro. Junho é muito tarde para discutir o natal com os vendedores”

Layden afirma que o mundo mudou e que a E3 precisa mudar. Já que temos muita informação na internet:

“Com a nossa decisão de fazer menos jogos – jogos maiores – durante períodos de tempo mais longos, chegamos a um ponto em que Junho de 2019 não era o momento para termos algo novo para dizer”

Para Layden, a E3 precisa evoluir:

“Estamos progredindo nas conversas sobre como transformar a E3 em algo mais relevante? Pode a E3 se transformar em um festival para fãs? Sem a necessidade de lançarmos algo lá? Não pode ser só uma celebração de jogos e apresentação dos criadores para se aproximar de seus fãs?

Ao que parece, a saída do Playstation da E3 é algo definitivo, ao menos, até o evento se reinventar.

O post PlayStation diz que E3 perdeu impacto e precisa se reinventar apareceu primeiro em O Vício.