A Mercedes-Benz comercializou 180.539 veículos em janeiro, em todo o mundo (-6,7%). O segundo melhor início de ano para as vendas foi influenciado por mudanças nos segmentos de SUV e veículos compactos. O lançamento de novos modelos Classe B, CLA e GLE, teve um impacto negativo nas vendas totais unitárias em todo o mundo.

Contudo, a Mercedes-Benz espera aumentar as suas vendas globais e alcançar outro recorde em 2019. No mês passado, a Mercedes-Benz defendeu a sua liderança de mercado no segmento premium em mercados como a Alemanha, Reino Unido, França, Suíça, Portugal, Dinamarca, Finlândia, República Checa, Coreia do Sul, Estados Unidos da América, Canadá e Brasil.

Em janeiro, os SUVs da Mercedes-Benz registaram uma queda face ao ano anterior, com vendas de mais de 60.000 unidades dos modelos GLA, GLC, GLC Coupé, GLE, GLE Coupé, GLS e Classe G (-15.9%).

O Classe C Limousine e Station iniciou 2019 com o melhor resultado de todos os tempos, registando um aumento mundial de 2,8% nas vendas unitárias.

No início do ano, foram vendidos mais de 41.000 veículos compactos Mercedes-Benz (-5,2%). Estes números sofreram impacto com os futuros lançamentos dos novos modelos Classe B e CLA. Pelo quinto mês consecutivo, o novo Classe A registou um crescimento no mês de janeiro de 35%.

O post Mercedes-Benz ultrapassa os 180 mil veículos vendidos em janeiro aparece primeiro no Revista Carros & Motores.