Olhando para a gama da Mercedes-Benz, poderíamos dizer que tem demasiado compactos, principalmente SUV compactos. O próximo compacto na calha é o GLB, modelo que se vai posicionar entre o GLA e o GLC em termos de tamanho.

Vai ser mostrado no Salão de Frankfurt deste ano e traz na estética laivos de Classe G. A estética dianteira é dominada pela grelha retangular e farolins de linhas direitas.

São estas linhas que dão o aspeto compacto ao GLB . As formas mais curvas vão surgindo nas laterais e os farolins horizontais sobressaem na secção traseira. As versões AMG, como é apanágio oferecem rodas maiores e travões mais musculados.

No interior, sobressai o tablier que conhecemos do Classe A, com uma atmosfera tecnológica e luxuosa. O volante é de três raios e existe um touch-pad na consola por debaixo do ecrã de 10,25″ que é complementado por outro de iguais dimensões e que serve de painel de instrumentos. O sistema MBUX acaba por ser mais uma caraterística evoluída deste sistema.

O GLB assenta na plataforma MFA2 que pode ter tração dianteira e tração intgral, a mesma utilizada pelo Classe A, CLA e Classe B. É espaçosa e favorece a volumetria da bagageira.

A gama de motores vai ser composta pelo 1.4 litros turbo a gasolina e pelo 1.5 litros Diesel com 115 CV. Espera-se uma versão plug-in hybrid e uma variante elétrica que vai receber a designação EQB. É esperada uma versão AMG com o motor do A35, um 2 litros com 302 CV.

O post Mercedes-Benz começa a desvendar detalhes do novo GLB aparece primeiro no Revista Carros & Motores.