Marun tenta obter apoio para votação da reforma da Previdência
Marun tenta obter apoio para votação da reforma da Previdência Fátima Meira/ Futura Press/ Estadão Conteúdo

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta terça-feira (26) que em 15 de janeiro o governo espera ter um "número definitivo" de votos a favor da reforma da Previdência.

Após  reunião com o presidente Michel Temer, Marun disse que o governo deve traçar uma estratégia de articulação sobre a reforma da Previdência em novo encontro com Temer, no qual também estarão presentes o relator da proposta, Arthur Oliveira Maia (PPS-BA) e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ). Para aprovar  a Proposta de Emenda à Constituição que mudas as regras da Previdência, o governo precisa de 308 votos na Câmara.

Em pronunciamento à nação na noite de domingo (24), o presidente Michel Temer voltou a falar sobre a necessidade da aprovação da reforma.”Não é uma questão ideológica ou partidária. É uma questão do futuro do país e para garantir que os aposentados de hoje e os de amanhã possam receber suas pensões", disse Temer. Se aprovada na Câmara, na votação prevista para fevereiro, a PEC da Previdência seguirá para o Senado.