TV Foco

Marina Ruy Barbosa (Foto: Reprodução)

Quem acompanha a atriz Marina Ruy Barbosa nas redes sociais sabe que ela é frequentemente vista com roupas de marcas bastante famosas e conceituadas. A atriz, no entanto, quer se distanciar do rótulo de mulher que ostenta roupas de grife a todo instante.

Em entrevista ao Purepeople, a atriz falou sobre a questão: “Uma das coisas que mais me incomoda é quando sai notícia assim: ‘Marina Ruy Barbosa usa bolsa de tantos mil’. E às vezes nem é aquele valor, às vezes é emprestada porque as marcas emprestam para a gente um monte de coisas“.

A atriz ressalta que não gosta de ter sua vida resumida a tais acessórios: “Acredito que minha vida é muito mais que isso. Uso um monte de roupa da Zara, da Leader. De várias marcas que são mais acessíveis, mais simples”.

+Nego do Borel fala sobre vida antes da fama: “Já chorei muito”

E continuou: “Fica parecendo uma ostentação o tempo inteiro e nem é. Fica parecendo fútil e que não é real, é superficial. Eu adoro moda, realmente. Mas moda não tem nada a ver com preço. Eu ainda compro muita coisa, mas também tenho oportunidades de ganhar outras“, disse.

MARINA FALA SOBRE INTENÇÃO AO PUBLICAR LIVRO

A atriz Marina Ruy Barbosa resolveu embarcar no mundo da literatura. A atriz lançou no início do mês o seu primeiro livro, Inspirações. A publicação conta com algumas reflexões da atriz sobre suas leituras favoritas de atores como Carlos Drummond de Andrade e Mário Quintana.

Em entrevista ao site F5, Marina revelou que decidiu seguir a contramão de jovens que atualmente investem em auto-biografias. A atriz não quer ser rotulada como escritora. “Pensei em desistir em vários momentos porque fiquei muito insegura das pessoas acharem que eu queria ser escritora ou ter uma biografia“, disse.

Falando sobre preconceito, a ruiva revelou que um dos motivos principais da publicação de seu livro é mostrar às pessoas que ela não é somente a moça bonita que posta fotos do dia-a-dia no Instagram.

“Se a gente for ligar para tudo que falam, vamos ficar parados sem fazer nada. Não quero isso. Ninguém é uma coisa só. No Brasil as pessoas gostam de rotular muito. É modelo, então não é boa atriz. Faz campanha publicitária então não é boa atriz. Lá fora as pessoas são mais livres de preconceitos. Quero mostrar que não sou só aquela pessoa do Instagram”, disse.

Marina falou sobre a felicidade em lançar o livro, que já pode ser considerado um marco em sua carreira:
“Sinto-me plena nesse momento! Estou trabalhando pra caramba, sem folga há algumas semanas, mas plena. E que bom, né? Talvez se eu tivesse com um monte de folga eu não estaria tão plena. Sou muito inquieta, principalmente relacionado a trabalho. Sempre quero experimentar, ver onde posso chegar. Fico me testando pra ir me descobrindo”, contou.

No Instagram, Marina Revelou recentemente qual o propósito do livro lançado: “Meu livro Inspirações nasceu como um desejo meu de incentivar a leitura. Quero que todos que me acompanham partilhem da mesma felicidade que eu tenho quando leio uma boa história ou me emociono com um poema”, disse.

Marina Ruy Barbosa dispara sobre ser associada a marcas ricas: “Me incomoda”