O novo mercado já sofreu um pequeno incêndio

O novo mercado já sofreu um pequeno incêndio
Issei Kat/Reuters – 11.10.2018

O maior mercado de peixes do mundo retomou suas operações em um novo endereço de Tóquio nesta quinta-feira, após ter realizado na semana passada seus últimos leilões na instalação de Tsukiji, uma das principais atrações turísticas da capital japonesa.

A inauguração do novo mercado de Toyosu, que custou 5 bilhões de dólares, foi marcada por um pequeno incêndio em um caminhão e um congestionamento no início da manhã.

Enquanto o primeiro leilão de atum começava, às 5h30, os saguões se encheram com o som de sinos e dos gritos de comerciantes, que também usavam sinais de mão na luta para conseguir os melhores produtos do dia.

“Pode demorar um pouco para se acostumar”, disse a governadora de Tóquio, Yuriko Koike. “Juntos, gostaríamos de transformá-lo no principal mercado de Tóquio, e do Japão, e tornar a marca Toyosu melhor a cada dia”.

O mercado de Tsukiji, que se manteve aberto durante 83 anos, atraía dezenas de milhares de visitantes todos os anos para barracas cheias de espécies exóticas de peixes e peças frescas de sushi, uma atividade turística que foi essencial para o plano econômico do primeiro-ministro Shinzo Abe.

Entretanto, a instalação havia se tornado decadente e insalubre, disseram autoridades municipais durante o planejamento da transferência para Toyosu, situado área mais distante do centro de Tóquio –uma mudança que foi adiada várias vezes desde que foi concebida há 17 anos.

Mais de 80% dos comerciantes de peixe de Tsukiji se opuseram à realocação, mostrou pesquisa de grupo que lutou contra a transferência.

Embora o trabalho de demolição de Tsukiji tenha começado nesta quinta-feira, um grupo de comerciantes que protestava contra a mudança conseguiu entrar no local.

Veja também: Tsukiji, o tradicional mercado de peixes no Japão, será desativado