Donald Trump em visita ao Muro das Lamentações
Donald Trump em visita ao Muro das Lamentações Reutera

Israel quer nomear uma estação de trem em homenagem a Donald Trump para agradecê-lo por reconhecer Jerusalém como sua capital, mas o local do futuro prédio pode ser tão polêmico quanto a declaração do presidente dos Estados Unidos.

O ministro do Transporte israelense, Israel Katz, disse nesta quarta-feira que escolheu uma estação de metrô proposta perto do Muro das Lamentações na Cidade Velha de Jerusalém --bem no meio da área que palestinos querem como sua futura capital.

"Eu decidi nomear a estação do Muro das Lamentações... em homenagem ao presidente dos EUA, Donald Trump, por sua decisão corajosa e histórica de reconhecer Jerusalém como capital do povo judeu e do Estado de Israel", disse Katz, em comunicado.

A extensão subterrânea de uma ligação ferroviária de alta velocidade entre Tel Aviv e Jerusalém ainda está no papel e uma porta-voz do Ministério do Transporte disse que outros departamentos ainda precisam aprová-la.

Trump reconhece Jerusalém como capital de Israel

O anúncio foi rapidamente condenado por líderes palestinos, já irritados com a decisão de Trump de anular, no dia 6 de dezembro, décadas de políticas dos Estados Unidos em relação a Jerusalém.

"O governo extremista israelense está tentando correr contra o tempo para impor fatos no terreno na cidade de Jerusalém", disse Wasel Abu Youssef, membro do Comitê Executivo da Organização para a Libertação Palestina, à Reuters.