Indeciso, Lugano se vê mais próximo de aceitar cargo no São Paulo

O uruguaio Diego Lugano foi venerado por torcida e companheiros em sua despedida como atleta do São Paulo (Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press)

Aos 37 anos, Diego Lugano ainda não se decidiu se vai se aposentar da carreira de jogador de futebol. Mas, em entrevista ao jornal uruguaio El Observador, o zagueiro admitiu estar mais próximo de aceitar o convite do São Paulo e assumir um cargo diretivo no clube do qual é ídolo.

“O mais próximo que me encontro no futebol é com a proposta do São Paulo para trabalhar na gerência esportiva. Mas também tenho muitas dúvidas se estou preparado e isso me impede um pouco neste momento de aceitar, porque há uma expectativa muito grande sobre a minha figura”, explicou o defensor, que fez cursos para exercer a função fora das quatro linhas.

“Tenho um de gestão, na Universidade de São Paulo (USP), e outro na de Barcelona, pela internet. Também fiz o curso de ter sido capitão da seleção por dez anos, além de tantos anos no futebol, que não se estudam em nenhum lugar”, acrescentou.

Curtindo férias no Uruguai, Lugano tem usado o tempo livre para definir o seu futuro. O que lhe impede, no momento, de tomar a difícil decisão de se aposentar é o fato de ainda se sentir bem fisicamente, além do receio do arrependimento. Uma proposta para atuar em um país diferente culturalmente pode lhe atrair.

“O concreto é que tenho duas opções: uma é trabalhar na parte de gerência esportiva do clube, algo que recebo com um reconhecimento muito grande. A outra é seguir jogando em algum mercado um pouco mais distante, algo que agrada tanto a mim quanto a minha família, porque nos permitirá conhecer outras culturas”, esclareceu.

“Aos 37 anos e com uma vida esportiva vivida, as experiências culturais de movem. Por isso, estou pensando. Não estou decidido e acho que nas próximas semanas tomarei um caminho”, projetou, descartando virar técnico ou empresário no futuro.

“Hoje não me vejo com paciência para ser treinador. Não seria empresário porque é um ambiente complicado, além de ser sujo. Tenho muito medo da responsabilidade de garotos e famílias dependerem de mim. Tenho horror a isso, de ter que mentir e estimular rapazes de 15 ou 16 anos, porque não dormiria nunca mais”, ressaltou.

Campeão da Copa Libertadores e do Mundial de Clubes de 2005, Lugano se despediu do São Paulo como jogador no empate por 1 a 1 com o Bahia, em 3 de dezembro, pela 38ª e derradeira rodada do Campeonato Brasileiro. No Morumbi, foi festejado e homenageado por torcida e companheiros.

Na temporada 2017, disputou 12 partidas, sendo utilizado em apenas uma delas sob o comando de Dorival Júnior – justamente o duelo com o Bahia. O seu contrato com o clube tricolor se encerra no próximo dia 31.

O post Indeciso, Lugano se vê mais próximo de aceitar cargo no São Paulo apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.