A destruição causada pelo furacão Michael, que chegou à Flórida na última quarta-feira (10), foi retratada por meio de imagens aéreas, para registrar com amplitude o estado em que ficaram várias cidades. Pelo menos 13 pessoas morreram

Os ventos chegaram a 250 km/h e devastaram muitas regiões, como ficou constatado na quinta-feira (11), quando autoridades e moradores puderam sair para ver a dimensão do estrago

A Reuters informou que helicópteros do tipo UH-60 Black Hawk da CBP Air and Marine Operations (Operações Aéreas e Marítimas de Proteção Aduaneira e de Proteção das Fronteiras dos EUA), e EUA MH-65, da Guarda Costeira, sobrevoaram as regiões

Eles avistaram as condições de cidades como a de Mexico Beach, a primeira a ser devastada, e Cidade do Panamá

Estes barcos empilhados sobre outras construções mostraram o quão destrutivo foi o furacão Michael 

Foi a tempestade mais intensa a atingir a Flórida em 80 anos e a terceira mais poderosa da história dos Estados Unidos

Até mesmo as estradas racharam por causa da força do furacão. Estruturas internas e tubulações foram abaladas, causando algumas implosões no interior do solo 

Construções e residências danificadas e destruídas são vistas em outra fotografia aérea, tirada durante um voo, pelas autoridades locais

Vídeo – Furacão Michael atinge categoria cinco e destrói casas nos EUA

Nesta sexta-feira (12), as tempestades já estavam no Oceano Atlântico, depois de atingirem o Estado da Virgínia

Após deixar a Flórida, o furacão foi rebaixado para tempestade tropical mas, mesmo com ventos reduzidos a 96 km/h, ainda tinha poder destrutivo

Vídeo – Furacão Michael causa danos severos na Flórida; veja as imagens