Getty Images
Giro atinge R$ 47 bi com exercício de futuros

O Ibovespa fechou a volátil sessão de hoje (13) em queda, puxado pelo fraco desempenho das ações de bancos, movimento que se sobrepôs à influência positiva de Petrobras e Vale. O vencimento de exercício dos contratos de opções sobre índice e de futuros ditou volatilidade e catapultou o giro financeiro.

LEIA MAIS: Ibovespa fecha em alta de 1,86%

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa caiu 0,34%, a 95.842,40 pontos. O volume financeiro da sessão somou R$ 47,2 bilhões.

Investidores seguiram acompanhando as negociações comerciais entre Estados Unidos e China, com sinalizações dos envolvidos abrindo espaço para apostas de avanço, incluindo a possibilidade de prorrogar o prazo para um acordo. Em Wall Street, os três principais índices tinham valorização.

Na cena doméstica, notícias sobre a reforma da Previdência permaneceram no radar, com a saída do presidente Jair Bolsonaro do hospital alimentado expectativas de avanço no andamento do tema, considerado crucial para melhorar o quadro fiscal do país.

Na visão do gestor Igor Lima, sócio na Galt Capital, a falta de uma definição na bolsa decorre da expectativa de retorno do presidente e de que forma ele poderá auxiliar nas articulações sobre a reforma da Previdência. “É fato que nas últimas semanas o mercado passou por um choque de realidade com relação às expectativas de uma rápida tramitação da reforma”, avaliou, ponderando, contudo, que os resultados corporativos têm sido neutros ou levemente positivos. “Dessa forma, para um novo rali é preciso evoluções mais concretas nas articulações sobre a reforma da Previdência. Ainda não está claro qual é o tamanho e a fidelidade da base desse novo governo”, acrescentou.

O post Ibovespa cai 0,34% em dia volátil apareceu primeiro em Forbes Brasil.