Viktor Órban é representante da ultra-direita europeia

Viktor Órban é representante da ultra-direita europeia
REUTERS/Bernadett Szabo – 8.10.2018

Uma mudança na Constituição da Hungria que proíbe que pessoas desabrigadas e em situação de vulnerabilidade durmam nas ruas deve ser colocada em prática na próxima semana.

A medida foi aprovada em junho deste ano e é uma proposta do primeiro-ministro do país, Viktor Órban.

Em 2010, quando era ministro do Interior, Órban aprovou uma medida com uma função semelhante, de tirar a população de rua das ruas.

Sua proposta, no entanto, foi questionada pelo Supremo Tribunal da Hungria que considerou a medida inconstitucional.

Direito à moradia

Anos depois, já como primeiro-ministro e com seu partido de extrema direita controlando o Parlamento, Órban conseguiu aprovar a emenda à Constituição que impede que as pessoas vivam nas ruas.

Militantes húngaros pelo direito à moradia questionam a ação do governo. Parte dessa população recebe auxílio financeiro do governo, mas o dinheiro que chega não é suficiente para pagar aluguel.

Por outro lado, o porta-voz de Orbán, Zoltán Kovács apresentou ao The Guardian estatísticas que mostram que o país investe 9,1 bilhões de forints (cerca de R$ 124 milhões) nos serviços de assistência aos desabrigados.

VÍDEO: Hungria declara estado de emergência e prevê prisão para imigrantes ilegais