Já imaginou ‘Harry Potter‘ sem a interpretação de Ralph Fiennes como Lord Voldemort? Participando de quatro filmes, o ator quase negou o convite da Warner quando seu agente lhe avisou que estava cotado para viver o lendário vilão.

Em entrevista para o programa de Jonathan Ross nesta semana, o ator explicou:

“A verdade é que eu era bem ignorante em relação aos filmes e os livros. Eu fui convidado pela produção, Mike Newell estava dirigindo o filme e eles me queriam no papel… Era a primeira vez que Voldemort iria aparecer fisicamente. “Por ignorância eu meio que pensei que não era muito pra mim… De forma bem estúpida, eu hesitei e resisti. Eu acho que o despertar foi minha irmã Martha – que tem três crianças que provavelmente tinham 12, 10 e 8 anos – ela disse, ‘Como assim? Você precisa fazer!’ Então eu repensei tudo.”

Por um triz não?

Por enquanto, a saga ‘Harry Potter’ e o Wizarding World continuam firmes e fortes com a nova franquia ‘Animais Fantásticos’.

Confira também a nossa crítica do último filme:

Os Crimes de Grindelwald é a segunda de cinco novas aventuras no Mundo Bruxo de J.K. Rowling. No final do primeiro filme, o poderoso bruxo das trevas Gerardo Grindelwald (Johnny Depp) foi capturado pela MACUSA (Congresso Mágico dos Estados Unidos da América) com a ajuda de Newt Scamander (Eddie Redmayne). Mas, cumprindo sua ameaça, Grindelwald escapou da custódia e começou a reunir seguidores, a maioria desavisada de sua verdadeira intenção: criar magos de sangue puro para dominar todos os seres não-mágicos. Em um esforço para frustrar os planos de Grindelwald, Alvo Dumbledore (Jude Law) recruta seu ex-aluno Newt Scamander, que concorda em ajudar, desconhecendo os perigos que estão por vir. As linhas são desenhadas à medida que o amor e a lealdade são testados, mesmo entre os mais verdadeiros amigos e familiares, em um mundo bruxo cada vez mais dividido.