Está quase tudo pronto para o lançamento da primeira motocicleta elétrica da Harley-Davidson: a LiveWire, revelada em 2014 e promovida pela Marvel e Disney em 2015 deveria ganhar as estradas somente em 2021, mas após um grande investimento em Pesquisa e Desenvolvimento de tecnologias para veículos alternativos, a companhia revelou que se tudo saísse como planejado, “um modelo da linha” seria lançado já em 2018.

Harley-Davidson LiveWire

Claro, embora a Harley não tenha dado o nome aos bois era óbvio que seria a própria LiveWire, o protótipo mais adiantado de uma linha completa de motos elétricas, que a empresa promete colocar à venda somente em 2022. Este modelo, portanto será utilizado para testar a receptividade do público, que até o momento foi em geral muito boa.

Durante a EICMA 2018, exposição anual de ciclismo e motociclismo que está sendo realizada em Milão, Itália, a montadora revelou que todos os ajustes e refinamentos necessários para que a LiveWire se tornasse uma moto de verdade foram concluídos, e ela está pronta para entrar na linha de produção. Assim, ela fará parte da linha 2020 de motocicletas da Harley-Davidson, e será lançada no mercado em algum momento de 2019.

Originalmente o protótipo possuía uma autonomia de 85 Km com carga total, muito baixa mesmo para um modelo com características próximas da Sportster, de design mais arrojado do que as clássicas custom da Harley-Davidson, e ao que tudo indica esse “pequeno problema” foi resolvido. A montadora, no entanto não deu detalhes sobre as capacidades finais da LiveWire.

Por outro lado, ela não será mais tão silenciosa como visto (e ouvido) anteriormente:

A Harley diz que som do motor elétrico, que aumenta conforme a velocidade “representa o poder suave” da LiveWire. E por tabela, será mais fácil para transeuntes identificarem quando uma delas estiver se aproximando, visto que o silêncio de veículos elétricos também é motivo de discussões sobre segurança.

A LiveWire é compatível com carregadores Nível 1 , Nível 2 e Nível 3, e possui sete modos de direção distintos, três definidos pelo motociclista e uma suspensão Showa totalmente ajustável. Ela conta com um display abaixo do guidão, que oferece conexão Bluetooth e caso a Harley siga o exemplo da Honda, deverá ser compatível com os assistentes automotivos da Apple e Google.

Como forma de encorajar os consumidores a abraçarem a eletricidade, a montadora vai disponibilizar carregadores EV públicos nas concessionárias em que a motocicleta estiver disponível para compra. E como esperado, a Harley-Davidson não deu detalhes de quanto essa belezinha vai custar; só sabemos que ela não será nada barata.

Com informações: TechCrunch.

O post Harley-Davidson está pronta para colocar a LiveWire na estrada apareceu primeiro em Meio Bit.