Divulgação
Chris Pitanguy: madrinha do tradicional bloco paulistano

Ponto de encontro de artistas e socialites foliões, o bloco Gueri-Gueri deste ano acontecerá em novo endereço: o Jockey Club — em 2018 rolou no Ilha das Flores. Será, como de costume, no sábado anterior ao Carnaval, com atrações como o samba de Luana Gaudy & Banda Poderosa, show de Fernando Rios e a DJ Cris Proença.

LEIA TAMBÉM: Ivete Sangalo será principal atração do Baile da Vogue

A chique empresária e consultora de moda Chris Pitanguy assume o posto de madrinha de bateria, recebendo o bastão da Miss Brasil 2016, Raíssa Santana (todo ano o cargo ganha nova ocupante). Eu sei que tem gente que fica curiosa sobre o parentesco de Chris com o saudoso Ivo Pitanguy, então deixo aqui a info: ela é sobrinha-neta do cirurgião, morto em 2016.

Divulgação
Sergio Morrison e Fernanda Suplicy: no comando da folia iniciada pelo pai dela 33 anos atrás

O Gueri-Gueri nasceu bem antes da atual onda de blocos carnavalescos de São Paulo: estreou em 1986, criado por Roberto Suplicy, no extinto Supremo Musical. Continua a todo vapor, atualmente tocado por sua filha, Fernanda, e o marido, Sérgio Morrison. Os ingressos para a festa do dia 23 custam a partir de R$ 180 por pessoa.

O post Gueri-Gueri terá casa nova e Chris Pitanguy de madrinha apareceu primeiro em Forbes Brasil.