Gilberto Braga e Lícia Manzo apresentam projetos de novela para a faixa das 21h da Globo. (Foto: Montagem/Divulgação)
Gilberto Braga e Lícia Manzo apresentam projetos de novela para a faixa das 21h da Globo. (Foto: Montagem/Divulgação)

Anda bastante agitada a fila de próximas novelas para a faixa das 21h da Globo. Recentemente, a emissora decidiu adiar a estreia de Troia, folhetim de Manuela Dias, e escalar Walcyr Carrasco para o seu lugar, sucedendo O Sétimo Guardião. E as tramas que virão na sequência também já estão sendo discutidas nos bastidores.

Segundo informações do site da jornalista Cristina Padiglione, a emissora está avaliando duas novas sinopses de novela: uma de Gilberto Braga e outra de Lícia Manzo.

O autor veterano, que está afastado da TV desde o fracasso histórico com Babilônia (2015), trama que assinou junto com Ricardo Linhares e João Ximenes Braga, chegou a declarar que não tinha mais pretensões de voltar a escrever uma novela para o horário nobre, mas acabou apresentando uma nova sinopse para o horário. O projeto, centrado no tema “intolerância”, ainda está sendo avaliado por Silvio de Abreu, diretor de dramaturgia.

+ Em Espelho da Vida, Alain esconde segredo de tragédia do passado; saiba qual

Lícia, por sua vez, não tem uma novela produzida pela Globo desde Sete Vidas, curiosamente exibida no mesmo ano de Babilônia. Nos últimos anos a autora se dedicou a um novo projeto, intitulado Jogo da Memória, que tinha previsão de ir ao ar na faixa das 23h, mas acabou sendo transformado em minissérie, e depois engavetado. Em julho, a novelista chegou a se reunir com diretores da casa para definir o seu futuro, e dessa conversa deve ter surgido a oportunidade de escrever seu primeiro folhetim para o horário nobre.

Apesar de avaliar os novos projetos de Lícia e Gilberto, a Globo não deve mais promover alterações na sua fila de novelas para a faixa das 21h, restando definir apenas qual dos dois autores irá suceder Manuela Dias a partir de 2020, caso tenham seus projetos de fato aprovados.