Mais de 100 resgates foram feitos em uma cidade

Mais de 100 resgates foram feitos em uma cidade
Reuters/Eduardo Munoz/14-09-18

Mesmo reduzindo a velocidade ao atingir o solo, nesta sexta-feira (14), o furacão Florence se transformou em uma forte tempestade que deverá continuar por todo o fim de semana, causando inundações na Carolina do Norte.

A informação foi dada pelo próprio governador do Estado, Roy Cooper, em texto publicado em seu site oficial.

“Estamos esperando mais alguns dias de chuva. Nosso foco agora é tirar as pessoas do perigo imediato. E então buscar o retorno de nossas comunidades.”

Até agora foram registradas cinco mortes desde a chegada do Florence, às 7h15 (horário local) desta sexta-feira, próximo de Wrightsville Beach. Duas delas ocorreram em Wilmington, uma em Pender e outra em Lenoir. A última relatada foi a de um senhor de 77 anos em Kinstone, segundo a CNN.

A cidade de New Bern também foi uma das mais castigadas. Pelo menos 100 resgates foram feitos, com expectativa de que os números subam ainda mais. Segundo autoridades locais, as inundações causadas pela tempestade chegaram a uma altura de 3 metros.

O informe do governador destacou que 643.523 residências ficaram sem energia na Carolina do Norte.

Os leitos dos rios Neuse, Pamlico e Pungo, no litoral da Carolina do Norte, também foram atingidos por inundações significativas. E a tendência é de as condições piorarem nestes dois próximos dias.

Segundo meteorologistas, a previsão é de que os rios Lumber e Cape Fear também elevarão seus níveis intensamente, a alturas mais altas do que na passagem do furacão Matthew. 

O governador alertou a população para seguir a recomendação das autoridades, entre outras de permanecer em suas casas, ficando longe de portas e janelas. Isto até que a tempestade siga seu trajeto esperado, atravessando a parte sudeste do Estado em direção às montanhas.

Veja a galeria: Gigante e lento, furacão Florence vai despejar 8 meses de chuva em 3 dias