Pelo menos 340.124 pessoas foram deslocadas nas Filipinas, neste domingo (12), por causa das inundações nas regiões central e norte causadas pela depressão tropical Yagi, e as numerosas chuvas que a acompanham.

As autoridades não divulgaram por enquanto dados de mortos ou feridos por causa da catástrofe.

O porta-voz da Presidência filipina, Harry Roque, afirmou que o Governo liberou dinheiro para ajudar os afetados.

Do total de deslocados, apenas 842 pessoas recebem atendimento nos centros de evacuação, segundo dados do Departamento de Bem-estar Social e Desenvolvimento.

O serviço meteorológico filipino advertiu que as inundações e os deslizamentos de terra em Luzon poderiam continuar hoje devido a novas precipitações moderadas, embora a depressão tropical Yagi se encaminhe para Taiwan.

Entre 15 e 20 tufões visitam todos os anos as Filipinas durante a temporada de chuvas que, no geral, começa em maio ou junho e termina em novembro ou dezembro.