Avião caiu em ilha; FBI trabalha com hipótese de suicídio

Avião caiu em ilha; FBI trabalha com hipótese de suicídio
John Waldron via Reuters / 11.8.2018

O funcionário de uma companhia aérea que roubou ontem um avião em Seattle, nos Estados Unidos, e caiu pouco depois não tinha vínculo com organizações terroristas e pretendia se suicidar, informou o FBI neste sábado (11).

Em mensagem do Twitter, o órgão garantiu que “a informação recolhida até o momento não sugere uma ameaça terrorista”.

O Departamento Policial do Condado de Pierce já tinha informado sobre esta possibilidade e explicou que as investigações iniciais sugeriam que o homem, de 29 anos, queria se matar e derrubou o aparelhos porque estava “fazendo acrobacias no ar ou teve falta de habilidade para voar”.

O homem trabalhava no Aeroporto Internacional de Seattle-Tacoma roubou um avião da companhia aérea Horizon Air, que pertence à Alaska Airlines. Ele decolou sem permissão e caiu pouco tempo depois.

O avião, que tinha capacidade para 76 passageiros, estava vazio. Minutos após o roubo, por volta das 20h (horário local, meia-noite em Brasília), dois aviões militares perseguiram a aeronave, que caiu na Ilha Ketron, conforme a imprensa americana.

De acordo com a porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi informado do caso e está acompanhando a situação.

Enquanto o fato se desenvolvia, nenhuma decolagem foi autorizada do aeroporto de Seattle.