A Apple vem deixando claro há algum tempo que pretende avançar sobre o mercado de streaming audiovisual, atualmente dominado pela Netflix. Durante evento Vanity Fair New Establishment Summit, em Los Angeles, o diretor de conteúdo da plataforma, Ted Sarandos, comentou sobre a chegada da concorrência.

“Não tenho ideia o que será esse produto da Apple. Acho que na verdade ninguém sabe do que se trata, nem mesmo as pessoas que estão trabalhando nas atrações deles”, disse o executivo, segundo o CNET. Ele complementou que a Netflix “não faz questão de se concentrar em nenhum concorrente” em especial. Ou seja, pelo menos por enquanto, a líder do setor não está dando a mínima para os planos da Maçã.

Isso é até compreensível, visto os recentes “ajustes” realizados por Tim Cook no streaming da companhia de Cupertino. A diretoria, preocupada com o teor adulto e a atmosfera sombria — e politicamente incorreta — de várias das séries e filmes em andamento resolveu rever todo o material. As mudanças teriam causado a saída de vários artistas e produtores, o que deixou a estreia e o próprio futuro dessa investida cercados de incertezas.

Diretor adianta que Netflix não terá transmissões ao vivo tão cedo

Ainda que a programação sob demanda esteja em alta há alguns anos e tende a crescer ainda mais, as transmissões ao vivo, especialmente de esportes, ainda reúnem grande audiência. Exemplo disso foi a maçante e extremamente popular veiculação da audiência do caso em que a professora de psicologia Christine Blasey Ford acusa o juiz indicado à Suprema Corte dos Estados Unidos, Brett Kavanaugh, de assédio sexual.

Mesmo com mais de 20 milhões de pessoas assistindo a essa exibição, Sarandos afirma que a Netflix não tem interesse nessa frente. “Somos primordialmente uma marca de entretenimento. Esse tipo de exibição pode ser um monte de coisas, mas divertido não é. Daqui a cinco ou dez anos, pode até se tornar uma incrível série de documentário”, disse, ao ser perguntado sobre tanta gente interessada no caso de Christine e Kavanaugh.

A matéria “Executivo da Netflix diz que “ninguém sabe” como será o streaming da Apple” foi escrita por Claudio Yuge para o Tecmundo, um site da empresa NZN junto com o Minha Série.