Em contato exclusivo ao portal da Vanity Fair, um executivo da FOX que preferiu não se identificar confirmou que a fusão com a Disney prejudicou “X-Men: Fênix Negra“. De acordo com o relatório, a campanha promocional do filme deveria estar muito mais avançada.

“Apesar dos dois trailers, não estamos nem perto do ponto ideal nessa altura do campeonato. É agoniante. Se eu fosse o diretor, estaria muito mais irritado. Acabou se tornando um elefante na sala, pois as pessoas que estão trabalhando no filme neste momento não serão as mesmas que estarão no comando quando a estreia chegar. Ninguém veio até nós e disse, ‘Isso é o que está acontecendo.’ Todos ficaram no escuro.”

Vale lembrar que este será o último lançamento cinematográfico dos X-Men na “Era FOX”. Recentemente, foi dito que “Os Novos Mutantesrealmente está se encaminhando para a plataforma de streaming da Disney.

Em 1992, quase uma década após os eventos de ‘X-Men: Apocalipse’, os X-Men são heróis nacionais em missões cada vez mais arriscadas. Quando uma explosão solar os atinge durante uma missão de resgate no espaço, Jean Grey perde o controle de suas habilidades e liberta a Fênix.

Fênix Negra tem direção de Simon Kinberg e estreia nos cinemas brasileiros em 06 de junho. O elenco é estrelado por James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence, Jessica Chastain, Nicholas Hoult, Evan Peters, Sophie Turner e Tye Sheridan.

O post Executivo da FOX diz que fusão com a Disney prejudicou “X-Men: Fênix Negra” apareceu primeiro em O Vício.