Manifestantes se reuniram em Washington neste domingo(12) para protestar contra a chegada de supremacistas brancos à capital dos EUA no primeiro aniversário da passeata que deixou 3 mortos em Charlottesville, na Virgínia

Diversos grupos de manifestantes se reuniram ao meio-dia no centro da cidade com palavras de ordem e cartazes com mensagens de rejeição ao racismo, à xenofobia e ao fascismo

Esses atos buscam repudiar a manifestação “Unir a Direita”, convocada pelas mesmas pessoas que o convocaram ato similar em Charlottesville há um ano

Os atos acontecem na Freedom Plaza, situada a 700 metros da Casa Branca

Em Charlottesville, Susan Bro,  mãe de uma das vítimas fatais dos protestos discursou para uma multidão

Susan também passou pelo local onde sua filha Heather Heyer foi morta

E manifestantes fizeram um cordão humano no local onde a filha de Susan foi morta