A Essential aparentemente está trabalhando em um segundo smartphone, que deve tirar proveito de inteligência artificial para responder melhor ao usuário. A empresa tem como CEO o pai do Android, Andy Rubin e pode criar até mesmo uma forma de resposta automática de mensagens.

Andy Rubin

De acordo com a imprensa americana, a Essential já está com o segundo smartphone de sua história em desenvolvimento, com o objetivo de utilizar inteligência artificial para tornar o usuário menos dependente do smartphone. A IA poderá responder mensagens de texto, e-mails e até mesmo marcar uma reserva de hotel por conta própria.

O software coletará dados do usuário e saberá como reagir de forma semelhante ao dono do aparelho, com o objetivo de imitar a pessoa da melhor forma possível.

O Google já tem uma tecnologia semelhante e que tem nome de Duplex. Ela foi apresentada durante a conferência para desenvolvedores Google I/O deste ano e é capaz de falar com uma pessoa no telefone de forma natural, sem que o usuário da ligação encoste no smartphone durante o papo.

Essential Phone é o primeiro e até então único aparelho da marca (imagem: divulgação)

Andy Rubin é figura bastante conhecida e famosa no mundo Android, já que é um dos principais responsáveis pela plataforma e é chamado de pai do sistema operacional móvel – antes dele ser comprado pelo Google.

A maior independência da inteligência artificial lembra muitos filmes de ficção, como o clássico de 1968 “2001: Uma Odisseia no Espaço” e “Ela”, que foi lançado em 2013 e fala sobre a interação entre um homem e sua assistente pessoal virtual.

Ainda não há previsão de lançamento do segundo aparelho da Essential, já que o primeiro ficou marcado com problemas na distribuição para os compradores. Os problemas até mesmo cancelaram o desenvolvimento do segundo gadget, que voltou para a prancheta agora.

Com informações: The Verge.

Essential está criando um novo celular Android que imita o usuário