Uma das novas espécies descobertas chamada de Ancistrus kellerae (Foto: Jonathan W. Armbruster/ Reprodução)

 

Seis espécies de peixes foram descobertas na América do Sul: os animais foram identificados a partir de material coletado na região do Escudo das Guianas, área que fica entre a Venezuela, Colômbia e Guiana. 

Em estudo publicado na revista Zootaxa, a Dra Lesley de Souza, do Chicago Field Museum, nos Estados Unidos, conta que estava examinando algumas amostras que ela considerava ser de bagres quando encontrou as novas espécies.

Leia também:
+ Peixes conseguem se reconhecer no espelho? Estudo mostra que sim
+ Nova população de peixe raro é descoberta na Tasmânia

Os animais encontrados são Ancistrus, gênero parente das espécies de peixes que têm boca de sucção — muito usados em tanques de peixes para limpeza. “Eles têm tentáculos nos focinhos, espinhos que se projetam de suas cabeças, quase como garras, e seus ninhos e corpos estão cobertos por placas ósseas, como uma armadura”, conta Souza.

Segundo a pesquisadora, os tentáculos servem também como um atrativo no acasalamento das espécies, já que as fêmeas avaliam e julgam o potencial dos tentáculos do macho antes do coito. Esses espécimes podem ter até 15 centímetros de comprimento.

 Uma das novas espécies de bagres  (Foto: Jonathan W. Armbruster/ Reprodução)

 

Ao jornal britânico The Independent, a cientista ressaltou a importância entender as espécies desconhecidas que vagam pelas florestas tropicais da América do Sul e protegê-las da exploração humana na região.

"Os peixes são sensíveis às mudanças sutis no meio ambiente, já vimos isso em locais onde eles eram abundantes e agora escassos. Isso ocorre por conta da destruição do habitat", disse.

Curte o conteúdo da GALILEU? Tem mais de onde ele veio: baixe o app Globo Mais para ler reportagens exclusivas e ficar por dentro de todas as publicações da Editora Globo. Você também pode assinar a revista, a partir de R$ 4,90, e ter acesso às nossas edições.