Chuvas fortes e inundações atingiram parte da Jordânia na
sexta-feira (9), matando 12 pessoas e obrigando autoridades a evacuar turistas
estrangeiros da antiga cidade de Petra e outros destinos turísticos populares no país

Mais de 3.500 visitantes foram levados para áreas seguras na
sexta-feira (9) antes de enchentes inundarem partes de Petra,
ao sul do país, famosa por suas ruínas esculpidas em desfiladeiros e que são consideradas uma das maravilhas do mundo pela ONU

Neste sábado, autoridades disseram que evacuaram centenas de famílias jordanianas e de refugiados sírios que vivem em tendas improvisadas em áreas rurais e desérticas, além de assentamentos em vilarejos nas partes ao sul do país que foram fortemente atingidas pelas chuvas

A defesa civil trabalha nas buscas por pessoas que ainda estão desaparecidas

Na foto, um membro da defesa civil se esforça para atravessar uma área que foi coberta com vários metros de lama trazidos pela enxurrada que atingiu os arredores da capita jordaniana, Amã

Esta não foi a primeira enchente da temporada. No pior incidente, 21 pessoas, principalmente crianças em idade escolar
em uma excursão ao Mar Morto, morreram em meio a chuvas torrenciais no final de outubro