GettyImages
Chairman do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que, apesar do bom momento, o banco central norte-americano será sensível aos riscos ressaltados por investidores.

O dólar registrava leves oscilações ante o real nesta segunda-feira (7), com o monitoramento da trajetória da moeda no mercado internacional com o reforço dos investidores nas apostas de que o banco central dos Estados Unidos pode elevar os juros menos do que o esperado e na expectativa pelo desfecho do encontro entre representantes dos EUA e China sobre a disputa comercial.

VEJA TAMBÉM: Dólar volta a ceder ante real com fala de Jerome Powell, do Fed

Às 10:11, o dólar recuava 0,17%, a R$ 3,70 na venda, depois de terminar a sessão anterior em baixa de 1,04%, a R$ 3,71, menor nível desde 1º de novembro. O dólar futuro tinha baixa de cerca de 0,2%.

“Os EUA têm demonstrado uma resiliência no crescimento econômico e, ainda assim, a inflação teima em não dar as caras”, disse o economista da gestora Infinity, Jason Vieira.

Na sexta-feira, o chairman do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que, apesar do bom momento, o banco central norte-americano será sensível aos riscos ressaltados por investidores e paciente com a política monetária em 2019.

Em dezembro, o Fed sinalizou que poderia aumentar os juros duas vezes neste ano, embora o mercado financeiro imagine que a trajetória será ainda mais suave, sobretudo por causa dos temores de desaceleração da economia global.

A retomada das negociações entre Estados Unidos e China, assim, está no radar dos agentes, em uma tentativa de encerrar a disputa comercial.

E AINDA: Dólar oscila com Reforma da Previdência de Bolsonaro

No exterior, o dólar caía ante a cesta de moedas e também ante as divisas de emergentes, como o peso chileno.

Internamente, no entanto, a trajetória da moeda era bastante tímida, uma vez que o dólar acumulou perda de 4,15% nos três primeiros pregões de 2019.

“O dólar, aqui, se aproximou de um suporte psicológico (R$3,70). Agora, a tendência é que haja um posicionamento mais cauteloso por parte dos investidores”, comentou Vieira.

O Banco Central realiza nesta sessão leilão de até 13,4 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares para rolagem do vencimento de dezembro, no total de 13,398 bilhões de dólares.

Se mantiver essa oferta diária e vendê-la até o final do mês, terá feito a rolagem integral.

O post Dólar tem leves oscilações ante real após queda recente apareceu primeiro em Forbes Brasil.