A postura de Lionel Messi no clássico do último dia 23 de dezembro contra o Real Madrid, em pleno Santiago Bernabéu, chamou a atenção. Depois de um primeiro tempo apagado, assim como o de todo time do Barcelona, os 45 minutos finais foram dignos de aplausos e de constante pressão sobre os merengues, que não aproveitaram os minutos de superioridade.

De acordo com um levantamento feito pelo jornal espanhol El Periódico, o camisa 10 do Barça não “correu” na maioria do clássico ou, segundo alguns analistas, soube dosar a intensidade de sua condição física. O estudo afirmou que Messi caminhou em 83,10% do tempo do clássico. Porém, foi o responsável pela maior marca do duelo, atingindo a velocidade máxima de 33,59 Km/h.

Decisivo no clássico, Messi “caminhou” em 83,1% da vitória sobre Real

Messi é o artilheiro do Campeonato Espanhol, com 14 gols (Foto: OSCAR DEL POZO/AFP)

O diário espanhol julgou a participação de Messi baseada em três quesitos: corridas, trotes e arrancadas. O argentino utilizou o primeiro objeto de análise em 4,95% do tempo, o segundo em 10% dos minutos e as arrancadas foram responsáveis por apenas 1,15% da participação do camisa 10 clássico.

Se tratando de distâncias percorridas no Bernabéu, Messi terminou o clássico com 8,03 quilômetros, sendo 6,67 Km caminhando em campo, outros 867 metros trotando e apenas 92,3 m de arrancadas, como no lance que culminou no terceiro gol do Barcelona, quando o camisa 10 recebe em profundidade para servir, descalço, Aleix Vidal.

A vitória por 3 a 0 sobre o Real Madrid foi também de recordes individuais por Messi. Após o fim do clássico, o argentino possuía 54 gols em 2017 e era artilheiro da Europa no ano, marca superada por Harry Kane após o “hat-trick” diante do Southampton. Porém, foram outros dois feitos que ninguém conseguiu superá-lo: Jogador com mais gols pelo mesmo clube, levando em consideração as principais ligas europeias, e maior algoz do Real Madrid, com 25 gols sobre o rival.

O post Decisivo no clássico, Messi “caminhou” em 83,1% da vitória sobre Real apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.