TV Foco

Logo da Band. (Foto: Divulgação)

Muito se espera por um anúncio definitivo da Band sobre sua participação ou não na cobertura da Copa do Mundo de futebol de 2018, que acontecerá na Rússia. De acordo com o jornalista Flávio Ricco, essa confirmação deve vir muito em breve.

+Maria Cecília rebate seguidor após receber críticas sobre seios

É que a emissora deve se manifestar oficialmente no decorrer dessa semana confirmando que transmitirá os jogos, no mesmo modelo de parceria com a Globo que vigorou nos últimos mundiais. A emissora carioca é a detentora dos direitos da Copa.

Ainda de acordo com o colunista, tudo será que ser resolvido em janeiro. Não pode passar. De concreto, no campo comercial, o que se sabe é que existe compromisso de venda de duas cotas para empresas do Governo Federal. Mas só elas de um total de seis.

A  emissora precisará fazer mais economias e cortes. O canal planeja vender cada cota de patrocínio para o Mundial por cerca de R$ 25 milhões cada. O problema é que para pagar o acordo de transmissão, as primeiras cotas vendidas seriam repassadas diretamente para a Globo. A emissora do Morumbi só começaria a faturar depois que a dívida com a parceria fosse quitada. Esse plano pode acabar atrapalhando estratégias comerciais da emissora a longo prazo.

Segundo a jornalista Keila Jimenez, o tempo de espera foi essencial para que o canal não fizesse nenhum anúncio precipitado sem que todos os trâmites do contrato estivessem resolvidos e fechados judicialmente.

Os integrantes do jornalismo da casa, inclusive, já gravaram chamadas anunciando a transmissão do mundial. A emissora também já reserva espaços na programação para essa finalidade.

BAND QUER LACOMBE NA TRANSMISSÃO DO MUNDIAL

Demitido da Globo, o jornalista esportivo Luis Ernesto Lacombe pode ter encontrado na Band o seu futuro profissional. Ele, que já foi contratado pelo canal para a apresentação do reality “Exathlon Brasil”, pode permanecer mais um tempo por lá.

É que a Band tem interesse em Lacombe para a cobertura da Copa do Mundo de Futebol que acontece na Rússia, no ano que vem. Ele, que já tem experiência de anos na Globo, seria um nome de peso para o time do canal que pertence aos Saad.

De acordo com o jornalista Flávio Ricco, tudo dependerá da confirmação ou não da Band na transmissão do mundial. A emissora vem, há alguns anos, apostando em uma parceria com a Globo, que é a detentora dos direitos na TV aberta.

Há que se observar também a possibilidade de haver uma segunda edição do “Exathlon”, que até agora é remota. Um comunicado da Band e dos turcos, donos do formato, é necessário para que qualquer boato venha a se confirmar.

Com dificuldades, Band deve decidir a exibição do Copa do Mundo em janeiro