Apesar de até pouco tempo atrás ser considerado a grande vitrine tecnológica da General Motors para o segmento de elétricos, o Chevrolet Volt não deverá durar mais do que quatro anos no mercado. Conforme relata o site GM Authority, uma nova estratégia está mudando o posicionamento do grupo em relação a este nicho e a prioridade na aplicação dos investimentos será direcionada para modelos de maior apelo comercial. Na prática, sedãs como o Volt serão deixados de lado e todas as atenções serão voltadas para utilitários elétricos – preferência dos consumidores, atualmente.

Leia também:

Segundo a publicação, o Volt não terá propriamente um substituto direto, mas a promessa da GM de lançar 20 novos elétricos até 2023 certamente dará muitas opções para o público. Essa ofensiva será iniciada dentro de 12 ou, no máximo, 18 meses e tomará como base toda a experiência adquirida com o desenvolvimento do Bolt (de carroceria monovolume e cotado para o Brasil no ano que vem). Toda a produção será concentrada nos Estados Unidos, mais precisamente na fábrica de Detroit-Hamtramck.

Sobre o Volt, a previsão é de que as venda sejam encerradas em 2022, após o lançamento de duas gerações. De janeiro a novembro deste ano, o modelo emplacou nos Estados Unidos 18 mil unidades.

Fonte: GM Authority

Ver a notícia Chevrolet Volt sairá de linha para dar lugar a SUV elétrico diretamente no site CARPLACE.