Não é segredo para ninguém que GTA Online revelou-se um mega sucesso para a Take-Two. Mas a empresa não foi a única a desfrutar deste sucesso.

Jhonny Peres, um americano da Flórida, foi acusado no tribunal de Nova Iorque de quebrar direitos autorais, tendo sido penalizado tanto com uma multa de 150 mil dólares como com os custos legais.

O motivo? Perez foi responsável pela criação de um programa denominado Elusiv que permitia a qualquer jogador enganar as regras de economia do jogo, podendo inclusive gerar dinheiro ilimitado.

A Take-Two então ameaçou Pérez, obrigando-o a cessar a venda e distribuição do software. Apesar de ter interrompido as vendas do Elusive, todos os contatos posteriores feitos pela Take-Two não obtiveram qualquer resposta, incluindo quanto dinheiro o próprio faturou com o cheat e se poderiam chegar a um acordo em tribunal.

A empresa viu-se então obrigada a mover um processo contra Perez e, uma vez que ele não se apresentou em tribunal, saiu vencedora. O tribunal concluiu que a Take-Two “recebeu danos irreparáveis por parte da conduta do Senhor Perez” e que “o programa poderá ter causado danos à reputação da Take-Two na manutenção de um ambiente de jogo, desencorajando outros utilizadores de compras e gameplay futuros”.

Assim sendo, Jhonny Perez terá de pagar não só 15o mildólares à Take-Two pelos danos causados mas também 70.000 dólares extra pelas taxas legais.

O post Cheater de GTA Online é condenado a pagar 150 mil dólares à Take Two apareceu primeiro em O Vício.