Os jogos físicos para Switch normalmente vêm em cartuchos de 8 ou 16 GB. A Nintendo planejava liberar cartuchos de até 64 GB para os desenvolvedores, permitindo que games mais pesados chegassem ao console, mas parece que isso vai demorar mais que o esperado.

Segundo o Wall Street Journal, a Nintendo informou aos desenvolvedores de games que não vai oferecer cartuchos de 64 GB antes de 2019 devido a problemas técnicos. Até então, o plano era que as mídias fossem entregues no segundo semestre de 2018.

Jogos mais pesados são comuns no Xbox One e no PlayStation 4, que suportam discos de Blu-ray de 50 GB, mas nem tanto no Switch. The Legend of Zelda: Breath of the Wild, por exemplo, ocupa pouco mais de 13 GB, enquanto Super Mario Odyssey fica em menos de 6 GB.

E mesmo os cartuchos de 32 GB ainda têm disponibilidade limitada: Dragon Quest Heroes I e II custa 1.000 ienes (R$ 29) a mais no Switch que no Xbox One ou PlayStation 4 devido ao alto custo do componente. O mesmo aconteceu com L.A. Noire: ele custa US$ 40 para donos de outros consoles, mas é vendido por US$ 50 no Switch.

Mesmo com a limitação nas mídias físicas, o Switch anda bem: a previsão da Nintendo é que o console atinja 16 milhões de unidades vendidas em um ano, ultrapassando a marca de 13,6 milhões que o Wii U acumulou em todos os seus quatro anos no mercado.

Cartuchos de 64 GB para Nintendo Switch não devem chegar tão cedo