Carta escrita pelo rei inglês George III (Foto: Divulgação)

Datada do dia 14 de maio de 1803, uma carta escrita pelo rei inglês George III foi vendida em um leilão por 11.430 libras, o equivalente a R$ 54,5 mil reais na atual cotação. O item pertencia a um colecionador particular, que obteve um grande lucro com a venda: o documento real foi comprado em 1966 por apenas 55 libras (o equivalent a R$ 4.645 levando em conta a inflação do período). O novo dono da carta é um colecionador que mora na cidade inglesa de Cambridge e preferiu manter seu anonimato. 

A mensagem narra mais um episódio de tensão entre as relações da França e do Reino Unido: após um breve período de paz que durou cerca de um ano, as forças do Império Britânico e as tropas de Napoleão Bonaparte voltaram a se enfrentar em diferentes regiões da Europa e no norte da África pelo controle do poder político e econômico de sua época. O documento escrito pelo rei foi enviado ao Lorde Hawkesburry, secretário de Estado britânico, e mostra as estratégias do Império para derrotar seu inimigo francês. 

"Embora consciente dos males envolvidos para muitos países em mais um tempo de guerra, a disposição inquieta do governante da França não poderia ser mantida por muito tempo do jeito que está. Parece ser necessário repelir a violência com efeito, e devemos atacar para que nosso presente seja viável", escreveu o monarca britânico. De fato, após quatro dias da data em que a carta foi escrita, as tropas britânicas iniciaram mais um movimento de hostilidade contra o exército napoleônico. 

De acordo com os responsáveis pelo leilão, a carta tem grande importância histórica porque, além de ser escrita a mão pelo rei George III, é um raro registro de uma decisão que mudaria os rumos da humanidade. De fato, o período iniciado em 18 de maio de 1803 e que ficou conhecido como as Guerras Napoleônicas definiram os rumos de boa parte do século 19: após uma série consecutiva de vitórias, o imperador francês enfrentou um grande revés na Rússia e foi definitivamente derrotado em 1815, após a Batalha de Waterloo. 

Leia também:
+ Historiador afirma que localizou reserva de ouro de Napoleão Bonaparte
+ Erupção de vulcão na Indonésia ajudou a derrotar Napoleão em Waterloo

Com o fim do conflito e a queda de Napoleão Bonaparte, o Império Britânico tornou-se a maior potência global e tinha dinheiro o suficiente para investir em novas tecnologias para a sua economia: com isso, deu-se início à Revolução Industrial que mudaria a maneira como as sociedades produzem e consomem as mercadorias. 

Curte o conteúdo da GALILEU? Tem mais de onde ele veio: baixe o app Globo Mais para ler reportagens exclusivas e ficar por dentro de todas as publicações da Editora Globo. Você também pode assinar a revista, a partir de R$ 4,90, e ter acesso às nossas edições.