Ricardo Boechat (Foto: Divulgação)
Ricardo Boechat (Foto: Divulgação)

Ricardo Boechat recebeu uma homenagem nesta quarta-feira, 13 de fevereiro, pelo AquaRio (Aquário Marinho do Rio de Janeiro). A organização batizou um tubarão-martelo com o nome do jornalista, Boechat, que nasceu na Argentina, mas cresceu em Niterói e amava o Rio.

+Causa da morte de Bibi Ferreira é revelada e família define local do velório

Há uns dois anos, o profissional fez um apelo na BandNews FM: que fossem criadas condições para visitas, ao aquário, de crianças autistas e com outros distúrbios sensoriais. E, segundo o AquaRio, o pedido foi atendido através da criação da Sessão Azul, uma visita em que crianças com distúrbios puderam visitar o aquário com uma “ambientação especialmente pensada para elas”.

+Globo define quem dividirá a bancada com Maju na estreia dela no Jornal Nacional

Em entrevista ao jornalista Ancelmo Góis, do jornal O Globo, o biólogo marinho Marcelo Szpilman afirmou que o animal foi escolhido por que “o tubarão-martelo é considerado um ‘farejador’ de campos eletromagnéticos, uma alusão ao ‘faro’ aguçado com que o jornalista construiu uma carreira respeitável na imprensa brasileira”.

+Filho de Karina Bacchi vai “parar” em adoção, pais acionam a justiça e polêmica é revelada

Boechat, aos 66 anos, morreu na queda do helicóptero na Rodovia Anhanguera, em São Paulo.

O tubarão-martelo Boechat (Foto: Alexandre Macieira)
O tubarão-martelo Boechat (Foto: Alexandre Macieira)

JORNALISTA QUE DIVIDIA BANCADA COM BOECHAT SE EMOCIONA AO FALAR DO ENCONTRO COM AS FILHAS DO ÂNCORA

Nessa quarta-feira (13), o jornalista Eduardo Barão revelou que encontrou as filhas de Ricardo Boechat, Catarina (10) e Valentina (12), logo após a morte do colega e amigo de trabalho no programa de rádio, Band News FM. Ele contou que quando soube da tragédia, prontamente foi até a casa de Boechat consolar a família.

+Lívia Andrade perde seguidores no Instagram, se irrita com a situação e manda recado em foto provocante

Felizmente as crianças, Catarina e Valentina, estavam amparadas por uma psicóloga. Era quem tentava colocar ordem nas coisas. Dei um beijo na Catarina, na Valentina, na Veruska [a mulher de Boechat]. Elas [as crianças] vieram me abraçar, mas elas vão tocar a vida“, explicou ele.

+Acusada por Diego de comprar seguidores, Ana Clara se irrita com o ex-BBB e faz provocação

A atração começou às 7h30, como de costume. O programa fez uma homenagem ao seu membro mais ilustre, a qual frases dele foram intercaladas com as frases de sua mãe, Dona Mercedes Carrascal. No lugar que Boechat sentava-se, foi colocada uma orquídea rosa, essa que sempre fora a preferida do jornalista.

+BBB19: Após ter sua sexualidade colocada em cheque, Diego se irrita e rebate brincadeira de Hana

Ao longo da programação, Eduardo Barão disse ter aprovado da escolha em realizar o velório no MIS (Museu da Imagem e Arte), ao ivés da Assembléia Legislativa ou no Palácio dos Bandeirantes: “Boechat detestaria isso, de colocá-lo num lugar de político. Tinha que no lugar como foi, um museu como o MIS“.