A Corrida Internacional de São Silvestre terá neste domingo a sua 93ª edição. A principal prova de rua do país reunirá 30 mil atletas, representando 40 países e todos os continentes. Serão 15 km por ruas e avenidas da capital paulista, com largada, a partir das 8h20, com a categoria Cadeirantes,  na Avenida Paulista, altura da rua Frei Caneca, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero, no número 900.

A mais tradicional prova da América Latina contará com inúmeros destaques e a previsão, com os ajustes feitos no percurso, é que seja mais rápida. O principal nome masculino do Brasil na prova, o mineiro Giovani dos Santos chegará mais uma vez como esperança de vitória nacional, o que não acontece desde 2010, quando Marilson dos Santos garantiu o topo do pódio. Giovani, que garantiu um lugar no pódio nas últimas seis edições, vem embalado pelo hepta na Volta Internacional da Pampulha, no começo do mês, e promete dar trabalho para os estrangeiros. 

Outros nomes fortes no masculino serão Franck Caldeira, campeão em 2006,  Wellington Bezerra, bicampeão do ranking da CBAt e quarto na Maratona de São Paulo 2017,  Gilberto Lopes, vice na Eu Atleta 10K Rio 2017, Valério Fabiano e Éderson Pereira, entre outros. Já entre as mulheres, as atrações serão Tatiele de Carvalho, melhor brasileiro no ano passado, Joziane Cardoso dos Santos, campeã na Pampulha em 2014 e da Eu Atleta 10K Rio deste ano. 

Estrangeiros

Estão confirmados o etíope Dawitt Admasu, campeão da São Silvestre em 2014, os quenianos Paul Lonyangata, campeão da Maratona de Paris deste ano, Stanley Biwott, campeão da São Silvestre e da Maratona de Nova York em 2015, Philemon Cheboi, campeão da Bay Breakers 12 k deste ano,  Edwing Rotich, vice-campeão da Meia de Madri em 2017, Marwa Mkami, campeão da Meia Maratona Bamamoyo Tanzânia, e Paul Kipkemboi,  sexto na São Silvestre do ano passado. 

O ugandense Maxwell Rotich, campeão da Eu Atleta 10K Rio (2017), o tanzaniano Saidi Makula, Birhanu Balew, do Barhein, nono nos 5000m dos Jogos Olímpicos do Rio, o boliviano Jorge Fernandez, e o peruano Yerson Orellana, completam a lista destaques no masculino.

Entre as mulheres também sobram atletas com resultados expressivos. São elas as quenianas Flomena Daniel, terceira na Maratona de Paris deste ano, Leah Jerotich, campeã da Volta da Pampulha e da Maratona de São Paulo deste ano, Paskalia Chepkorir, vencedora da Meia de Dheli e dos 15k Kobenhavn, e  a etíope Ymer Wude, bicampeão da prova

Completam a lista a tanzaniana Failuna Matanga, com 2h34min na Maratona de Amsterdã e sexta na São Silvestre do ano passado, a chilena Margarida Guineo, campeã da Meia Maratona Caja os Andes, e a argentina Marcela Cordeiro.

Acessos

A 93ª Corrida de São Silvestre terá um esquema especial de acesso à largada e chegada, visando assegurar mais facilidade aos atletas oficialmente inscritos, e informar ao público que pretende acompanhar a principal corrida de rua da América Latina.  No período das 5h às 10h serão permitidos apenas atletas com número de peito, com os seguintes acessos pela Alameda Santos e Rua São Carlos do Pinhal: Elite, Rua Frei Caneca, Setores Azul e Amarelo, Alameda Ministro Rocha Azevedo, Setor Vermelho, Rua Peixoto Gomide e Rua Plínio Figueiredo, Setor Cinza, Alameda Casa Branca.

A dispersão será a partir da Rua Joaquim Eugênio de Lima até a Alameda Itapeva.  Todas as áreas serão restritas a corredores oficialmente inscritos e usuários locais. Não será permitida a presença de acompanhantes ou carrinhos e outros itens que não fazem parte do evento.

O Comitê Organizador  pede gentilmente que atletas sem inscrição não compareçam, pois não há como dimensionar os serviços e o consumo excessivo pode gerar a falta de serviços e hidratação para os inscritos. E destaca que essas dinâmicas estão sendo implantadas para melhor atender aos atletas inscritos oficialmente.

A infraestrutura do evento é dimensionada para o número oficial de inscritos, cerca de 30 mil, não contemplando serviços a atletas sem inscrição (“pipocas”). Serão sete postos de água, um a mais que no ano passado, com volume para atender somente aos inscritos. Como consta em regulamento, não haverá serviços extras e hidratação excedente para atletas sem inscrição.

Percurso

O percurso deste ano teve ajustes para aumentar a área de dispersão. O primeiro deles é na largada, que será próximo à Rua Frei Caneca, à frente do local do ano passado. O outro foi no Centro, na região do Largo o Arouche. Saíram do percurso as ruas Sete de Abril e Dr. Bráulio Gomes. O percurso de 15 km foi implantado em 1991.

As ruas e avenidas que fazem parte do percurso deste ano são as seguintes:

Largada – Av. Paulista (F) x Rua Augusta

Av. Dr. Arnaldo (F)

Rua Maj. Natanael (CF)

Rua Des. Paulo Passalaqua (F)

Av. Pacaembu (CF)

Viaduto Gal. Olímpio Silveira: passagem (F)

Av. Dr. Abrahão Ribeiro (F)

Av. Norma Giannotti (F)

Av. Rudge (F)

Viaduto Orlando Murgel (F)

Av. Rio Branco (F)

Av. Ipiranga (F)

Av. São João (F)

Al. Barão de Limeira (F)

Av. Duque de Caxias (CF)

Rua Rego Freitas (CF)

Rua Gal. Jardim (CF) 

Rua Bento Freitas (CF)

Largo do Arouche (F)

Av. Vieira de Carvalho (F)

Praça da República (F)

Av. Ipiranga (CF)

Av. São João (CF)

Rua Cons. Crispiniano (CF)

Praça Ramos de Azevedo (CF)

Rua Xavier de Toledo (CF)

Viaduto Nove de Julho (F)

Viaduto Jacareí (F)

Rua Santo Amaro: troca de mão (F)

Rua Maria Paula (F)

Av. Brig. Luis Antônio (F)

Av. Paulista (F)

Chegada:  Av. Paulista, 900

F – Fluxo

CF – Contrafluxo

Infraestrutura prevista para a 93ª São Silvestre

2500 pessoas na produção de prova.

200 pessoas na área médica.

29 Ambulâncias UTI’s

4500 grades de isolamento

1000 cones

800 cavaletes de trânsito

30 veículos de transporte

300 banheiros químicos

Sonorização em praticamente toda a Avenida Paulista desde a Brigadeiro até a Consolação.

20 toneladas de gelo

30000 medalhas

30000 camisetas

30000  lanches pós prova

100 Faixas de sinalização

720.000 copos de água

7 Postos de hidratação (6 percurso e 1 chegada )

4 dias de entrega de kit com 120 posições de atendimento.

Envolvimento de todos os órgão públicos competentes como PM , GCM , Prefeitura Regional da Sé , Secretaria de Esportes .

Certificação Nacional e Internacional junto a CBAt e IAAF

Resultados de 2016

Elite

Masculino

1) Leul Aleme (Etiópia), 44min53seg

2) Dawit Admasu (Etiópia), 44min55seg

3) Stephen Kosgei (Quênia), 45min00seg

4) Giovani dos Santos (Brasil), 45min30seg

5) William Kibor (Quênia), 45min49seg

Feminino

1) Jemima Sumgog (Quênia), 48min35seg

2) Flomena Daniel (Quênia)49min15sg

3) Eunice Behbicii (Barheim), 50min26seg

4) Ymer Wude (Etiópia), 52min40seg

5) Ester Kakuri (Quênia)m 51min45seg

 

Campeões, tempos e distâncias

Ao longo de seus 92 anos, a São Silvestre foi se adaptando às mudanças e à cidade, sendo 12 de percursos e 18 distâncias diferentes, em razão do próprio crescimento. A primeira delas aconteceu em 1989, quando passou a ser realizada de tarde, possibilitando maior segurança para os atletas e público. Desde 2012 o evento acontece pela manhã, como as grandes provas no mundo. Seguem os números da competição.

Masculino

Fase Nacional

Ano Atleta País Tempo Distância

1925 Alfredo Gomes Brasil 33min21s 8,8 Km

1926 Jorge Mancebo Brasil 22m35s3 6,2 km

1927 Heitor Blasi  Itália 23min 6,2 km

1928 Salim Maluf Brasil 29m11s2 6,2 km

1929 Heitor Blasi  Itália 28min39s2 8,8 km

1930 Murilo de Araújo Brasil 25min35s2 8,8 km

1931 José Agnello Brasil 26min05s3 8,8 km

1932 Nestor Gomes Brasil 25min23s02 8,8 km

1933 Nestor Gomes Brasil 23min50s06 8,8 km

1934 Alfredo Carletti Brasil 24min10s2 7,6 km

1935 Nestor Gomes Brasil 23min51s 7,6 km

1936 Mario de Oliveira Brasil 23min26s04 7,6 km

1937 Mario de Oliveira Brasil 23min50s 7,6 km

1938 Lucas Henrique Brasil 23m38s4 7,6 km

1939 Luiz Del Greco Brasil 24m50s4 7,5 km

1940 Antônio Alves Brasil 22m14s 7 km

1941 José T. dos Santos Brasil 22min12s 7 km

1942 Joaquim G. da Silva Brasil 17min02s06 5,5 km

1943 Joaquim G. da Silva Brasil 17min31s 5,5 km

1944 Joaquim G. da Silva Brasil 17min40s02 5,5 km

 

Fase Internacional

1945 Sebastião A. Monteiro Brasil 21min54s 7 Km

1946 Sebastião A. Monteiro Brasil 21min57s 7 km

1947 Oscar Moreira Uruguai 21min45s 7 km

1948 Raul Inostroza  Chile 22min18s2 7 km

1949 Viljo Heino  Finlândia 22min45s 7,3 km

1950 Lucien Theys  Bélgica 22min37s8 7,3 km

1951 Erich Kruzicky Alemanha 22min26s5 7,3 km

1952 Franjo Mihalic Iugoslávia 21min38s 7,3 km

1953 Emil Zatopek  Rep. Checa 20min30s 7,3 km

1954 Franjo Mihalic Iugoslávia 23min 7,3 km

1955 Kenneth Norris  Reino Unido 22min18s 7,4 km

1956 Manuel Faria  Portugal 21min58s9 7,4 km

1957 Manuel Faria  Portugal 21min37s4 7,4 km

1958 Osvaldo Suarez Argentina 21min40s3 7,4 km

1959 Osvaldo Suarez Argentina 21min55s8 7,4 km

1960 Osvaldo Suarez Argentina 22min2s1 7,4 km

1961 Martin Hyman  Reino Unido 21min24s7 7,4 km

1962 Hamoud Ameur  França 22min08s5 7,4 km

1963 Henry Clerckx  Bélgica 21min55s 7,4 km

1964 Gaston Roelants  Bélgica 21min37s7 7,4 km

1965 Gaston Roelants  Bélgica 21min20s1 7,4 km

1966 Alvaro Mejia Flores  Colômbia 29min57s7 9,2 km

1967 Gaston Roelants  Bélgica 24min55s 8,7 km

1968 Gaston Roelants  Bélgica 24min32s 8,7 km

1969 Juan Martinez  México 24min02s3 8,7 km

1970 Frank Shorter  EUA 24min27s4 8,9 km

1971 Rafael  Palomares México 23min47s8 8,7 km

1972 Victor Mora  Colômbia 23min24s2 8,7 km

1973 Victor Mora  Colômbia 23min25s 8,7 km

1974 Rafael Angel Perez Costa Rica 23min58s 8,9 km

1975 Victor Mora  Colômbia 23min13s 8,9 km

1976 Edmundo Warnke  Chile 23min50s8 8,9 km

1977 Domingo Tibaduiza Colômbia 23min55s 8,9 km

1978 Radhouane Bouster França 23min51s6 8,9 km

1979 Herb Lindsay  EUA 23min26s5 8,9 km

1980 José João da Silva Brasil 23min40s30 8,9 km

1981 Victor Mora  Colômbia 23min30s2 8,9 km

1982 Carlos Lopes  Portugal 39min41s05 13,548 km

1983 João da Mata Brasil 37min39s19 12,6 km

1984 Carlos Lopes  Portugal 36min43s79 12,6 km

1985 José João da Silva Brasil 36min48s96 12,6 km

1986 Rolando Vera Equador 36min45s 12,640 km

1987 Rolando Vera Equador 39min02s56 13,040 km

1988 Rolando Vera Equador 36min23s 12,630 km

1989 Rolando Vera Equador 36min45s 12,630 km

1990 Arturo Barrios  México 35min57s 12,640 km

1991 Arturo Barrios  México 44min47s 15 km

1992 Simon Chemwoyo Quênia 44min08s 15 km

1993 Simon Chemwoyo  Quênia 43min20s 15 km

1994 Ronaldo da Costa Brasil 44min11s 15 km

1995 Paul Tergat  Quênia 43min12s* 15 km

1996 Paul Tergat  Quênia 43min50s 15 km

1997 Émerson Iser Bem Brasil 44min40s 15 km

1998 Paul Tergat  Quênia 44min47s 15 km

1999 Paul Tergat  Quênia 44min35s 15 km

2000 Paul Tergat  Quênia 43min57s 15 km

2001 Tesfaye Jifar  Etiópia 44min15s 15 km

2002 Robert  Cheruiyot Quênia 44min59s 15 km

2003 Marílson G. dos Santos Brasil 43min50s 15 km

2004 Robert Cheruiyot  Quênia 44min43s 15 km

2005 Marílson G. dos Santos Brasil 44min22s 15 km

2006 Franck Caldeira Brasil 44min06s 15 km

2007 Robert  Cheruiyot  Quênia 44min43s 15 km

2008 James Kipsang  Quênia 44min43s 15 km

2009 James Kipsang  Quênia 44min40s 15 km

2010 Marílson G. dos Santos Brasil 44min03s 15 km

2011 Tariku Bekele  Etiópia 43min35s 15 km

2012  Edwin Kipsang Rotich Quênia 44min04s 15 km

2013  Edwin Kipsang Rotich Quênia 43min47s 15 km

2014  Dawit Admasu Etiópia 45min04s 15 km

2015  Stanley Biwott Quênia 44min31s 15 km

2016  Leul Aleme Etiópia 44min53seg 15 km 

 

Feminino

1975 Christa Valensieck Alemanha  28min39s 8,9 km

1976 Christa Valensieck Alemanha  28min36s02 8,9 km

1977 Loa Olafsson Dinamarca 27min15s 8,9 km

1978 Dana Slater  EUA N/A 8,9 km

1979 Dana Slater EUA 29min07s5 8,9 km

1980 Heide Hutterer Alemanha 27min48s4 8,9 km

1981 Rosa Mota Portugal  26min45s8 8,9 km

1982 Rosa Mota Portugal 47min21s 13 km

1983 Rosa Mota Portugal 43min41s59 12 km

1984 Rosa Mota Portugal 43min35s57 12 km

1985 Rosa Mota Portugal 43min00s85 12 km

1986 Rosa Mota Portugal 43min25s 12 km

1987 Martha Thenório Equador 46min27s 13 km

1988 Aurora Cunha Portugal 42min12s7 12,640 km

1989 Maria Del Carmen Diaz México 43min52s 12,640 km

1990 Maria Del Carmen Diaz México 43min16s 12,640 km

1991 Maria Luisa Servin México 54min02s 15 km

1992 Maria Del Carmen Diaz México 53min52s 12,640 km

1993 Hellen Kimayio Quênia 50min26s 15 km

1994 Derartu Tulu Etiópia 51min17s 15 km

1995 Carmem Oliveira Brasil 50min53s 15 km

1996 Roseli Machado Brasil 52min32s 15 km

1997 Martha Thenório Equador 52min04s 15 km

1998 Olivera Jevtic Iugoslávia 51min35s 15 km

1999 Lydia Cheromei Quênia 51min29s 15 km

2000 Lydia Cheromei Quênia 50min33s 15 km

2001 Maria Zeferina Baldaia Brasil 52min12s 15 km

2002 Marizete de P. Rezende Brasil 54min02s 15 km

2003 Margaret Okayo Quênia 51min24s 15 km

2004 Lydia Cheromei Quênia 53min01s 15 km

2005 Olivera Jevtic Sérvia/Montenegro 51min38s 15 km

2006 Lucélia Peres Brasil 51min24s 15 km

2007 Alice Timbilili Quênia 51min24s 15 km

2008 Yimer Wude Ayalew Etiópia 51min37s 15 km

2009 Pasalia Chepkorir Quênia 52min30s 15 km

2010 Alice Timbilili Quênia 50min19s 15 km

2011 Priscah Jeptoo  Quênia 48min48s 15 km

2012   Maurine Kipchumba Quênia 51min42s 15 km

2013   Nancy Kipron Quênia 51min48s 15 km

2014   Ymer Ayalew Etiópia 50min43s 15 km

2015   Ymer Ayalew Etiópia 54min01s 15 km

2016 Jemina Sumgong Quênia 48min35s * 15 km

O post 93ª Corrida de São Silvestre reunirá 30 mil neste domingo apareceu primeiro em Gazeta Esportiva.