A bruxaria nem sempre é utilizada com más intenções. Na verdade, muitas das práticas que antes eram denominadas como bruxaria, na verdade, envolviam métodos antigos de curandeirismo. Mas, independente dos fins empregados pelas bruxas, o julgamento que se fazia a respeito da prática era sempre cruel.

Ao longo de toda a história da humanidade, as pessoas se sentiram livres para julgar as pessoas acusadas de bruxaria. Várias foram as formas de julgá-las e puni-las ao longo da História, sempre de forma muito cruel.

Confira agora os 7 piores momentos dos julgamentos das bruxas ao longo da História.

1 – Babilônia

Toda a história de julgamentos das bruxas começa por volta de 1700 anos antes de Cristo. Tudo começou com o Código de Hamurabi, onde as pessoas acusadas de bruxaria passavam pelo julgamento da água. A pessoa acusada seria lançada no rio, se sobrevivesse, era prova de que não era bruxa e a pessoa que a acusou seria assassinada. No entanto, se morresse, era uma comprovação de que era mesmo bruxa e seu acusador ficava com sua casa e pertences.

2 – Roma Antiga

Na Roma Antiga, os escritos de 331 anos antes de Cristo começaram a ser postos em prática em 450 anos de Cristo. Cem anos após as Leis das Doze Tábuas serem redigidas, uma das leis nos códigos de conduta passaram a surgir e condenavam a bruxaria. Então, após uma epidemia desconhecida ceifar a vida de vários romanos, cerca de 170 mulheres foram acusadas de bruxaria. Elas foram acusadas de conspirar e envenenar em massa os cidadãos romanos e foram todas levadas a julgamento.

3 – Cultos ao deus Baco – Roma

O deus Baco, era um deus adorado na Roma Antiga. Seu nome estava ao vinho, ao sexo, ao prazer das orgias. Uma forma de referenciar ao deus eram as orgias, com todos embriagados, o que era chamado de Bacanal. No entanto, a partir do ano 180 antes de Cristo, os cultos a esses deuses foram proibidos e qualquer um que fosse flagrado realizando tais práticas, seria acusado de feitiçaria. E isso ocasionou no julgamento de muitas pessoas que continuaram a praticar o Bacanal de forma clandestina.

4 – Século XIII

Este foi o momento em que a caça às bruxas pelas mãos da igreja começou a se tornar real. No século XIII, toda e qualquer prática pagã fora da Bíblia era considerado um ato de bruxaria. Um conjunto de leis permitiu que centenas de pessoas fossem acusadas e julgadas pela prática. Foi nesse período também que se deu início aos métodos brutais de tortura, na tentativa de obter alguma confissão dos acusados.

5 – Início da modernidade

Por volta do ano de 1450, a caça às bruxas de fato eclodiu. Não centenas, mas milhares de pessoas (a maioria mulheres) foram queimadas vivas acusadas de bruxaria. A prática se espalhou por toda a Europa, e centenas de pessoas foram acusadas e julgadas por bruxaria. Na época, surgiu inclusive a profissão de “caçador de bruxas”, que eram pessoas que procuravam por aqueles que tinham a marca da besta. Qualquer pessoa que tivesse uma marca não estava segura nesse momento.

6 – Connecticut, em 1647

A onda de caça às bruxas estava presente apenas na Europa, até meados do ano de 1600. A prática de caçar bruxas chegou até a América e qualquer um que tivesse alguma marca, poderia ser acusado de bruxaria. Os métodos de condenação e de tortura se mantinham, mas eram ainda piores. Outra elemento cruel foi o julgamento d’água que voltou a ser praticado. A onda de julgamentos e execuções na fogueira só parou em 1662.

7 – Massachusetts, em 1692

A febre de caça às bruxas, que chegou à Connecticut, se espalhou para Massachusetts, cidade onde ocorreu uma das maiores incidências de caça às bruxas desde sempre. Enquanto os julgamentos cessaram em Connecticut, um surto no assunto levou ao julgamento de mais de 200 pessoas acusadas por bruxaria em Massachussetts. Foi na cidade que ocorreu o julgamento das bruxas de Salém. E não ache que a brutalidade acaba por aí, crianças também foram executadas acusadas de bruxaria.

**Bônus

E não pense que a loucura acabou em Massachusetts. Há pouco tempo na História, foram registrados casos de caça às bruxas promovidos pela própria população. Os casos ocorreram na Indonésia, em Camarões e em Gana. As pessoas foram executadas pelas mãos da população.

Essa matéria 7 piores momentos dos julgamentos de bruxas reais foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.