Em tempos onde todo mundo procura a saúde, ou pelo menos tenta, parece não ter mais lugar para aquelas dietas loucas, mas infelizmente não é assim. Não há quem não queira um ganho muito grande com um esforço mínimo, mas qualquer que seja o esforço, ele não funcionará desse jeito.

Segundo a nutricionista Alexandra Caspero, “a maioria das dietas da moda é mais ou menos assim: coma alguns alimentos, dê a eles poderes mágicos e estabeleça um plano para convencer as pessoas a comerem dessa maneira e só assim promoverá a perda de peso”. Nessa lista mostramos algumas dessas dietas que queremos que fiquem no passado, já que elas não trazem benefícios à saúde de quem as pratica.

1 – Dieta líquida

A história de dietas totalmente loucas é datada de muito tempo, de 1028 para ser mais exato. Foi nessa época em que Guilherme, o Conquistador, ficou obeso e recorreu a uma dieta líquida para emagrecer, mas o líquido dele era praticamente só álcool. Claramente, ele perdeu peso, mas teria morrido de cirrose se continuasse com a dieta e não tivesse sido morto em um acidente de equitação. As dietas líquidas são as mais variadas, mas a eficiência delas é duvidosa e perigosa se você optar por fazer igual Guilherme.

2 – Dieta Bela Adormecida

Uma dieta super louca é essa, e o sentido dela é bem simples. Você não vai ficar com fome se estiver dormindo. Reza a lenda que um adepto dessa dieta era Elvis Presley. O rei teria uma pílula para dormir e que diminuía sua fome. E, claramente, os dois juntos faziam com que a fome não viesse.

3 – Dieta do Lobisomem

Essa dieta teve sua popularidade em 2014. Ela também era chamada de dieta lunar e aproveita o poder da lua para ajudar as pessoas que fazem essas dietas a perderem peso. Ela tem duas versões, a básica é um dia de jejum e depois só se bebe água e suco durante a lua cheia ou nova. A versão mais complexa começa com jejum na lua cheia e tem um plano alimentar específico para as outras fases da lua.

4 – Dieta do Tipo Sanguíneo

Essa dieta foi criada pelo médico e naturopata Peter D’Adamo, que dita exatamente o que as pessoas devem comer para perder peso. Segundo ele, a dieta feita para seu tipo sanguíneo ajuda na digestão dos alimentos, no ganho de energia e prevenção de doenças. A maioria delas exclui os carboidratos e alimentos processados o que faz um sentido na perda de peso.

5 – Dieta da Tênia

Com certeza, você já ouviu falar dessa dieta e ela se volta para muito tempo atrás, para a época vitoriana. Segundo histórias, as pessoas comiam ovos de tênia para que ela engolisse a comida que as pessoas comiam as mantendo magras. O parasita as faria perder o peso. Mas isso pode ser nada mais que uma lenda urbana.

6 – Dieta da sopa de repolho

Essa dieta da sopa de repolho exige que você coma grandes quantidades desse alimento durante sete dias. Nela as pessoas também podem comer certas frutas e legumes, carne, frango e arroz integral durante a semana, mas respeitando um cronograma definido. O perigo dessa dieta é a limitação de calorias e a pobreza em carboidratos complexos, proteínas, vitaminas e minerais.

7 – Dieta de Bola de Algodão

Essa dieta surgiu em 2013 e consiste em engolir bolas de algodão. As pessoas que a praticam pensam que as bolas de algodão têm poucas calorias e fazem você ficar com a sensação de cheio. É obvio que ela é cheia de problemas. Comer bolas de algodão estraga seu sistema digestivo e o priva de nutrientes importantes.

Essa matéria 7 dietas famosas que são totalmente ultrapassadas foi criada pelo site Fatos Desconhecidos. E somente copiada por esse portal.