Você que estava reclamando do frio e da demora do verão está feliz agora? (risos) Chegou o tempo perfeito para curtir as férias com muita praia e piscina, mas sem esquecer um detalhe importante: cuidados especiais com a saúde. Você sabia que é nessa estação mais quente do ano que alguns problemas ginecológicos costumam surgir?

<span class="hidden">–</span>Getty Images

Para você ficar atenta e evitar situações desagradáveis que podem atrapalhar suas férias, a CAPRICHO reuniu algumas dicas que o ginecologista Dr. Domingos Mantelli recomenda. Vamos lá?

1. Corrimentos
É claro que nem todo corrimento é um sinal de que existe algo errado com o seu corpo, mas é importante ficar atenta. “Ficar com o biquíni molhado ou até mesmo usar roupas sintéticas podem fazer com que os corrimentos se tornem mais recorrentes nessa época do ano”, Dr. Domingos alerta.

A recomendação é procurar manter uma higienização adequada e evitar umidade prolongada na região íntima. “Trocar os biquínis úmidos por secos, apostar em roupas mais leves e ventiladas como saias e vestidos e, principalmente, buscar orientação médica sempre que notar algo errado”, recomenda. Já fizemos uma matéria aqui no site explicando quais os tipos de corrimento e o que eles indicam!

2. Candidíase
Outro problema ginecológico que costuma aparecer no verão é a candidíase. Apesar de não ser considerada uma IST, ela é causada por um fungo do gênero “cândida”, que pode ser transmitido através da relação sexual. “A doença causa coceira e dores vaginal para urinar e no ato sexual, além de corrimento branco com odor cítrico”, explica. É extremamente importante consultar um médico assim que você perceber algo errado para iniciar o tratamento o mais rápido possível. Combinado?

3. Tricomoníase
Assim como a candidíase, a tricomoníase também é transmitida durante a relação sexual. Ela causa uma inflamação da vagina, acompanhada de corrimento cor amarelo-esverdeado com um odor desagradável e dores ao urinar. “Se não for tratada, a doença pode suscitar em infertilidade e câncer do colo do útero”, alerta.

<span class="hidden">–</span>Reprodução

4. Vaginose bacteriana
Causada por uma bactéria, a vaginose tem como principal sinal um corrimento amarelo ou branco-acinzentado com um odor forte, que ainda piora durante relações sexuais ou período da menstruação.

5. Infecção urinária
A infecção urinária é um probleminha bem chato, mas ainda muito comum entre as mulheres. Os principais sintomas são ardência ao fazer xixi (e excesso de vontade de urinar), além de urina com tom escuro e forte odor.

O que fazer para evitar tudo isso?
O Dr. Domingos recomenda algumas dicas que não podem ser esquecidas no verão, do tipo:
– evite usar calças apertadas, prefira utilizar vestidos e saias, além de calcinhas de algodão;
– faça sempre uma higiene íntima após o ato sexual, urinar e evacuar. Troque com regularidade o absorvente durante a menstruação;
– não utilize sabonete comum na higiene íntima e, após a lavagem externa, utilize toalha higiênica. O uso regular e descuidado do papel higiênico pode causar irritação local;
– lave as roupas íntimas com água e sabão e seque-as ao sol. Não seque peças íntimas em ambientes fechados e úmidos como banheiros;
– não compartilhe sabonetes, peças íntimas e toalhas.

Bom verão! ❤