Temer indica ministro da Cultura para presidir Autoridade Pública Olímpica

Marcelo Calero ficará encarregado de garantir os recursos para os Jogos Paralímpicos Rio 2016, além de fechar as contas da Olimpíada.

O presidente interino, Michel Temer, assinou e encaminhou mensagem ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), na qual indica o ministro da Cultura, Marcelo Calero, para presidir a Autoridade Pública Olímpica (APO) – cargo ocupado interinamente por Marcelo Pedroso.

De acordo com o Planalto, Calero, que acumulará o novo posto com o cargo de ministro, ficará encarregado de garantir os recursos para os Jogos Paralímpicos Rio 2016, além de fechar as contas da Olimpíada, fazer os próximos balanços e acompanhar e promover os legados que ficarão para o Rio de Janeiro e para o país.

Em meio a uma reunião que manteve hoje (23) com o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, Calero disse à Agência Brasil que ainda está “estudando” o que falará durante sua sabatina na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, sobre como será sua atuação à frente da APO. Não há ainda previsão sobre quando a sabatina será feita.

Após o envio da mensagem presidencial ao Congresso Nacional sobre sua nomeação e de sua sabatina no Senado, Calero precisará ter seu nome aprovado por maioria simples do plenário do Senado. Depois disso, bastará a homologação de seu nome pela Presidência da República.