Ilha dos Museus em Berlim. Foto: GC/Blog Vambora!

A Ilha dos Museus em Berlim é considerada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e é com absoluta certeza um dos maiores tesouros de Berlim e da Alemanha. Só o fato de existir uma ilha totalmente dedicada a museus e cultura, já nos faz perguntar, como não amar essa cidade?

Com um conjunto de 5 museus e a Catedral de Berlim (a Berliner Dom), todo o complexo está passando por grandes restaurações e reformas nos últimos anos, com a reabertura gradual e completa de todos os museus reformulados. A idéia é interligar e conectar ainda mais todos os edifícios, num grande complexo cultural e histórico como ainda não se viu no mundo.

Roteiro cultural: Conhecendo a Ilha dos Museus em Berlim

Região na frente da Ilha do Museus, com parque, bares e restaurantes. Foto: GC/Blog Vambora!

E mesmo quem não curte muito ir em museus, acaba se surpreendendo com a beleza do lugar e dos edifícios. A Ilha dos Museus fica localizada no bairro de Mitte, e além dos edifícios lindos e jardins entre os museus, bem do seu lado fica uma área bem legal de pedestres, com restaurantes e cafés, na outra margem do Rio Spree, incluindo o James-Simon Park, um lugar super gostoso para ver o por do sol, tomar uma cerveja, com destaque para o fofo e descolado Ampelmann Restaurant. No mínimo vale passar por lá e passear pelo local.

Cada museu tem sua especialidade e são bem grandes então é preciso dedicar algumas horas para cada um. Conheça abaixo o que cada um deles tem de mais de especial e veja qual é seu favorito.

Ilha dos Museus em Berlim:

Roteiro cultural: Conhecendo a Ilha dos Museus em Berlim

Mapa da Ilha dos Museus. Fonte: smb.museum/

1-) Altes Museum (Museu Antigo)

Construído em 1830, foi o primeiro museu da ilha, por isso o nome, mas não possui as coleções de arte e história mais antigas do complexo. No Altes Museum você consegue ver coleções da Grécia e Roma antiga, incluindo objetos e esculturas. O ingresso pode ser comprado com antecedência via internet, no site do museu (em alemão) ou quem quiser é possível comprar também pela Ticketbar, empresa europeia que já testamos e que tem site em português e ingresso pelo mesmo preço do site do museu, veja aqui.

2-) Neues Museum (Museu Novo)

Foi o segundo museu inaugurado na Ilha dos Museus em Berlim (em 1859) que agora junta as coleções do Museu Egípcio e Museu de Pré História e Antiguidade. O Neues possui uma coleção impressionante de objetos do antigo Egito, como o magnífico e hipnotizante busto da rainha Nefertiti, com mais de 3 mil anos, além de outros artefatos super antigos como o Chapéu de Ouro de Berlim”, produzido na era de Bronze (cerca de 1000 anos), com detalhes impressionantes. A sala de ambos os objetos aliás dão mesmo a sensação de estar entrando num lugar muito especial, de verdadeiro tesouros.

Roteiro cultural: Conhecendo a Ilha dos Museus em Berlim

Parte egípcia do Neues Museum. Foto: GC/Blog Vambora!

O edifício do Neues Museum foi todo reformando recentemente, sendo reaberto em 2009, após ter ficado em ruínas depois de ataques da 2ª Guerra. O museu ficou lindo, mostrando partes originais com novas intervenções, maravilhoso. Para quem ama história é imperdível, sendo o segundo museu mais visitado do complexo. O ingresso pode ser comprado também com antecedência no site do museu em alemão, ou pela Ticketbar em português, veja aqui.

3-) Alte Nationalgalerie (Antiga Galeria Nacional)

Em um prédio que lembra um templo grego, cheio de colunas na entrada, a Alte Nationalgalerie foi reaberta em 2001 após um grande projeto de renovação e preservação, do projeto original de 1862-1865.

Aqui o foco são esculturas e pinturas do século XIX,  incluindo impressionistas como Monet. Ingressos com antecedência, veja aqui.

4-) Bodemuseum (Museu Bode)

O nome em português não soa muito bem, mas ao contrário do que pode parecer em um primeiro momento, faz referencia ao primeiro curador do museu, Wilhelm von Bode.

Explicações do nome feitas, o Museu Bode foi reaberto, totalmente reformado, em 2006 e contém coleções de esculturas da Idade Média ao século XVIII, além de arte bizantina e coleções de moedas. Para informações sobre preço do ingresso, veja aqui.

5-) Pergamonmuseum (Museu Pergamon)

Roteiro cultural: Conhecendo a Ilha dos Museus em Berlim

Porta de Ishtar no Museu Perganon. Foto: Foto: Reprodução Google Maps/ /cultural institute

O mais famoso da Ilha dos Museus, o Pergamon também é um dos mais visitados, atraindo mais de 1 milhão de visitantes todos os anos, por conter impressionantes tesouros da história antiga, incluindo esculturas e peças de arquitetura monumental do Egito, Oriente Médio, Grécia e Roma.

Essas peças foram trazidas por arqueólogos alemães na virada do século XX, prática comum na época embora muito discutível hoje em dia. São pedaços inteiros de templos, murais, portais, é um museu único no mundo em que você interage e se sente dentro, literalmente da história.

O Pergamon é o mais novo do complexo, sendo que foi o último a ser aberto na Ilha dos Museus, em 1930. E hoje é ele quem passa por grandes reformas, mas continua ainda aberto em algumas partes para os visitantes, com previsão de conclusão de todas as reformas em 2025/2026.

Roteiro cultural: Conhecendo a Ilha dos Museus em Berlim

Altar de Pérgamo, que dá nome ao museu. Foto: Reprodução Google Maps/ /cultural institute

Infelizmente, uma de suas maiores atrações, a área onde está o Altar de Pérgamo, que dá nome ao museu, está fechada para reformas desde 2014 e não pode ser visitada, com previsão de reabertura só em 2019 ? Mas, para quem tiver curiosidade dá para visitar o altar pelo Google Street View Arts and Culture (veja aqui).

Mas, outras grandes atrações como a Porta de Ishtar e o Portão do Mercado de Mileto estão totalmente abertas para visitação, o que já faz valer muito a pena a visita. Veja aqui mais informações sobre preço do ingresso.

Roteiro cultural: Conhecendo a Ilha dos Museus em Berlim

Catedral de Berlim na Ilha dos Museus. Foto: GC/Blog Vambora!

A Catedral de Berlim que também está dentro da Ilha dos Museus também pode ser visitada, funcionando também como museu e local de concertos. É possível subir nela para ter lindas vistas de Berlim também.

Como deu para ver, os dois grandes destaques da Ilha dos Museus são o Pergamon e o Neues Museum, então na dúvida, foque sua visita nos dois. Cada museu tem entrada separada (como citamos acima), mas quem quiser pode adquirir um ticket combinado de 1 dia que possibilita visitar todos os 5 museus.

O fato é que é quase impossível, se não no mínimo cansativo conhecer todo complexo em um só dia, então é preferível escolher algum museu específico ou separar sua visita em vários dias. Em um só dia, o mais possível é visitar no máximo 2 museus da ilha, dedicando pelo menos umas 2h para cada. Os museus possuem um áudio guia gratuito, o que facilita bem a visita e explicações das peças mais famosas, então não deixe de pegar o seu na hora das visitas.

Para o Pergamon e o Neues Museum, durante a alta temporada é ainda mais indicado comprar o ingresso com antecedência para evitar filas. O site de compra dos museus é em alemão, por isso quem quiser comprar antes vale ver o site Ticketbar, empresa europeia que já testamos e tem site em português, veja aqui.

Existem alguns passes também que podem ser úteis para quem quer visitar diversos museus da Ilha. O Berlin Welcome Card (na versão 72h + Museumpass) possibilita entrada em todos os 5 museus para as exposições fixas durante 3 dias, além do uso de transporte público e descontos nas entradas em outras atrações de Berlim.

Roteiro cultural: Conhecendo a Ilha dos Museus em Berlim

Museum Pass Berlim. Foto: ©VisitBerlin / visitberlin.de

Já o Museum Pass Berlin garante a entrada em 50 museus e exposições em Berlim, incluindo todos da Ilha do Museu, durante 3 dias. Para quem quiser fazer uma visita focada na parte cultural da cidade, visitando diversos museus nesse período de tempo, vale a muito a pena.

Nos dois casos, é um período curto de tempo (somente 3 dias) para visitar museus na cidade (o ideal seria existir um passe de 5 dias, para as visitas não ficarem tão intensas num curto espaço de tempo), mas vale se planejar antes de ir e fazer a conta se para o seu caso, vale comprar uma entrada separada ou utilizar algum passe. Aliás, vamos em breve fazer um post aqui no blog comparando todos os passes de desconto de Berlim para você descobrir qual é melhor para o seu caso.

Para programar sua visita, quinta feira é um bom dia para ir até a Ilha dos Museus, pois grande parte deles fica aberto em horário estendido até às 20h (normalmente fecham às 18h). Veja aqui todos os horários: http://www.smb.museum/en/plan-your-visit/opening-hours.html

Um dos passeios mais legais (e culturais) para se fazer em Berlim: Vambora ir para a Ilha dos Museus!

*** Veja mais dicas de BERLIM no blog:
Como visitar o Reichstag em Berlim
Berlim Descolada: Kreuzberg, Neukölln, Friedrichshain e Prenzlauer Berg
Berliner Unterwelten: Visitando um bunker dentro do metrô em Berlim
TODAS as dicas de BERLIM no blog

Este artigo foi publicado originalmente no Blog Vambora