Olá galera.

Está chegando a Paralimpíada do Rio de Janeiro. Dia sete de setembro teremos a abertura oficial. Em 2012, em Londres, o Brasil ficou na sétima posição no quadro de medalhas. A intenção agora é alcançar pelo menos a quinta colocação.

Na última edição conseguimos conquistar a boa marca de 43 medalhas (21 ouros, 14 pratas, 8 bronzes). Edilson Rocha, que é chefe da missão brasileira nos Jogos Paralímpicos Rio 2016, disse que teremos a maior e mais preparada delegação da história do nosso país.

No total serão 287 atletas representando o Brasil. Alguns resultados mostram nossa evolução. No goalball masculino, fomos derrotados pela Finlândia na final, nos Jogos de Londres. Dois anos mais tarde devolvemos o revés, na final do Mundial.

No vôlei sentado também podemos destacar o vice-campeonato mundial no ano de 2014, depois de ficar em quinto lugar nas Paralimpíadas de 2012. Além dos esportes coletivos, temos destaques individuais da nova geração que podem brilhar na Rio 2016.

Nomes como Verônica Hipólito e Petrúcio Ferreira, no atletismo, e Talisson Glock, na natação, estão preparados pra brilhar. Há ainda o fator casa, que costuma pesar a favor. Com o apoio da torcida, a meta de ficar entre os cinco melhores fica bem mais fácil.

beijim

Mylena