Olá galera.

Fim das Olimpíadas. Ontem estava no Maracanã, trabalhando para acompanhar a Cerimônia de Encerramento dos Jogos. Recebi o roteiro um pouco antes e percebi que teríamos uma bonita festa. Sem a grandiosidade da abertura, o evento cumpriu seu papel. Os efeitos especiais projetados no meio do campo foram encantadores.

Quando crianças cantaram o Hino Nacional e depois viraram estrelinhas da nossa bandeira, o estádio se emocionou. Homenagens à beleza da música brasileira. Desde Ernesto Nazareth, Pixinguinha, Tom Jobim, Martinho da Vila, Lenine, e tantos outros nomes que fizeram e fazem parte da nossa história. A portuguesa Carmen Miranda, que tanto exaltou o nome do Brasil no exterior, também estava lá.

E finalmente a entrada das estrelas desses Jogos: os atletas. O brilho de todas as cores no estádio alegre e vibrante. Todos festejados e agora admirados, pelo mundo todo. Parabéns a todos que fizeram parte dos Jogos Rio 2016. Eu também concordo que não importa a cor da medalha. Minha homenagem aqui a todos os heróis do Brasil nessa Olimpíada.

Diego Hypolito, Arthur Zanetti, Felipe Wu, Arthur Nory, Alison e Bruno, Martine Grael e Kahena Kuzne, Robson Conceição, Poliana Okimoto, Rafael Silva, Thiago Braz, Rafaela Silva, Mayra Aguiar, Maicon de Andrade Siqueira, Bárbara e Ágatha, Erlon Souza e Isaquias Queiroz, que ainda conseguiu ser o único brasileiro a ganhar três medalhas em uma mesma Olimpíada.

Finalmente o inédito ouro olímpico no futebol, tinha que ser do iluminado Neymar o privilégio desse momento. Parabéns a nossa equipe masculina de vôlei, que fechou os Jogos com brilho dourado.

Agora vamos estudar japonês. Eu quero ir a Tóquio.

beijim

Mylena